12 thoughts on “Afinal, Muito Longe Da Maioria Absoluta

  1. Os ideais da democracia e da liberdade chocam com o facto brutal da sugestibilidade humana. Um quinto de todos os eleitores pode ser hipnotizado quase num abrir e fechar de olhos, um sétimo pode ser aliviado das suas dores mediante injecções de água, um quarto responderá de modo pronto e entusiástico à hipnopédia. A todas estas minorias demasiado dispostas a cooperar, devemos adicionar as maiorias de reacções menos rápidas, cuja sugestibilidade mais moderada pode ser explorada por não importa que manipulador ciente do seu ofício, pronto a consagrar a isso o tempo e os esforços necessários.
    É a liberdade individual compatível com um alto grau de sugestibilidade individual? Podem as instituições democráticas sobreviver à subversão exercida do interior por especialistas hábeis na ciência e na arte de explorar a sugestibilidade dos indivíduos e da multidão? Até que ponto pode ser neutralizada pela educação, para bem do próprio indivíduo ou para bem de uma sociedade democrática, a tendência inata a ser demasiado sugestionável?
    Aldous Huxley

    Gostar

  2. Tivessem concorrido em separado e a vitória seria de outros… essa é que é essa! A estratégia de concorrerem em conjunto foi um golpe de mestres, sem dúvida! a ver vamos…

    Gostar

  3. Com esta correlação de forças no jogo, o futuro árbitro ganha acrescida importância…

    A candidatura de António Nóvoa parece assim conhecer novo ímpeto, quer pela postura cívica e intelectual que aquele candidato tem exibido (mostrando um fiel da balança credível), quer porque dará expressão à maioria de esquerda que resulta destas eleições (com ele, será mais difícil que o PS seja empurrado para uma “moderação” ao serviço da direita, viabilizando os desígnios desta).

    Os arautos do sistema tudo irão fazer para derrotar AN, esse “radical”. Maria de Belém é a ponta de lança visível dessa “vontade de consenso”, que dentro do PS (em torno de Assis, Lello e quejandos) e em consonância táctica e estratégica com a direita – ao serviço do austeritarismo, i.e., da ideologia que lhes resta e dos interesses oligárquicos que os unem -, procurará a todo o transe que, na presidência da República, continue um cúmplice fiel de tal projecto.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.