Deve Ser Da Idade

Mas noto que este ano estou mais sensível à chamada má-criação, àquela falta de um mínimo de boas maneiras à mesa (da sala de aula), de urbanidade, de civilidade nas crianças e jovens que parecem achar que o professor que ali está é uma espécie de empecilho à sua liberdade pessoal para fazerem o que bem entendem, como entendem, quando entendem.

Talvez seja o desgaste da saturação de levar anos a fio, horas seguidas, a tentar transmitir o mínimo de educação para com o próximo que espero que a minha petiza apresente enquanto aluna, mesmo que isso acarrete a incompreensão de colegas que agem como alguns alunos meus ainda acham que podem agir, à terceira semana de aulas.

Lamento se há períodos em que não podem estar agarrad@s aos telemóveis e em que são obrigad@s a ter uma presença estranha no campo de visão e uma voz aborrecida a interferir com as suas conversas particulares.

Só que, por muito bem disposto e brincalhão que eu possa ser, isso só acontece depois de termos estabelecido um terreno comum de respeito em que a cada um cumpre um papel com os seus deveres e direitos.

Deve ser mesmo da idade, mas acho que somos professores em primeira e última instância na sala de aula e é lá que construímos a nossa imagem profissional e investimos na forma como somos encarados por todos os que nos rodeiam na chamada “comunidade escolar” ou “educativa”.

Percebo que já sofremos muitos anos de desgaste, mas não podemos abdicar, salvo em momentos extremos, da nossa qualidade de professores e da nossa missão de, na ausência de outro modelo na vida da petizada, transmitirmos os valores essenciais de uma convivência social civilizada e não vulnerável a observações em diversos tons de desafio ou insulto, a sons de enfado ou desdém ou a gestos da mais rude indelicadeza.

Cego, surdo e mudo só quando for acertar contas com o Cosmos.

Tournesol

7 thoughts on “Deve Ser Da Idade

  1. Este ano comigo telemóvel e afins: tolerância 0. Já tive que mandar alguns passear, mas a coisa está a entrar nos eixos.

    Como já em tempos fiz notar, a disciplina não deve ser vista apenas pela negativa – por aquilo que impede ou reprime -, mas pelo seu lado positivo, por aquilo que permite fazer, produzir – melhor ambiente de trabalho, melhor relacionamento interpessoal.

  2. “achar que o professor que ali está ”

    Lamento, tenho que discordar do professor d’ali: se lá se colocou ou se lá foi colocado não o é, só se se abreviar a uma definição sindical sem qualquer ordem.

  3. Essa forma de estar, que nos torna mais disciplinadores, acontece com a idade quando envelhecemos bem (como professores…) pois tendemos a ver-nos como pilares da comunidade educativa no nosso quintal. Vejo isso em colegas meus mais velhos que são absolutamente assertivos com os alunos e com colegas mais novos que eles. Eu confesso que ainda estou só na fase dos alunos, embora comece a adotar colegas mais novos. Mas estes são ainda exepções.o pilar ainda está fresco…lol.

  4. A Educação e o saber estar nada tem a ver com a idade. Desde que me conheço… tem de haver silêncio para se poder trabalhar numa sala de aula.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.