Herança

Em dez anos (eu até diria mais) dizimaram a rede pública de ensino, enquanto alimentaram a rede privada e as parcerias. Alguns responsáveis orgulham-se da obra que fizeram em continuidade e há alguns interessados que chamam a isso liberdade e dirão que é a concorrência. Eu diria outra coisa, mas como é de manhã, não gosto de ferir susceptibilidades, mesmo a dos facilitadores ou dos liberais encostados ao Estado.

Guilhotina

3 thoughts on “Herança

  1. A liberdade de escolha destes governantes dá-lhes sempre para o mesmo lado.

    Ah, se calhar nem é bem “liberdade”: vão sempre para aquele lado porque há um “vento” que os empurra.
    O que sopra do lado da rapaziada que gosta de “investimentos de risco e produtivos” como os da educação (apostar em novas empresas com inovação tecnológica e valor acrescentado é bem mais complicado: o empreendedorismo não chega a tanto…).
    Ou o que vem dos lados da ideologia: não é na balbúrdia da escola pública, onde se mistura tudo e toda a gente (um horror!), que podem germinar os nossos futuros e preciosos empreendedores. Era o que mais faltava!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.