Desemprego

Dizia-me um amigo há uns dias que o Costa apenas está a fazer isto (leia-se, negociar um acordo de governo à esquerda) porque, tendo saído da câmara ou é primeiro-ministro ou fica no desemprego.

É possível.

Mas também é bom que tenhamos presente que o Pedro, arruinada a relação com o padrinho Ângelo e com a Tecnoforma inactiva, ou iria para consultor de qualquer grupo empresarial – a Ongoing e a Octopharma não me parecem disponíveis – ou teria de fazer valer já os seus créditos junto da Ângela. Quanto ao Paulo, sendo insubmersível, não precisamos de nos preocupar porque terá sempre abrigo, visível ou não.

desenho

19 thoughts on “Desemprego

  1. Conhecem alguma criatura que tenha passado pelo “mundo da política” e que esteja desempregado? Os que estão “detidos” não contam.

    Bem vindo de volta Paulo Guinote.

    Gostar

  2. Mas se negociasse com a direita tb não ficaria no desemprego, pois tinha o lugar de Vice à disposição… Não sei é se gostaria de sentar o coiso onde o o “insubmersível” se tem sentado…

    Gostar

    1. Sim, pois… já eu que não dei nada ao Pedro e ao Paulo, vejo-os a tirarem-me muita coisa. Desgosto. A mama deve rodar. Até pela aflição nas conferências de imprensa quero ver a cristas baixa e mais umas coisas assim menos hard.

      Gostar

      1. Ilustre, compreendo que é complexo justificar a origem/escolha para um tempo, mesmo que de Plank, só para depois do Big Bang, como se nunca tivesse havido a origem da origem.

        Gostar

    1. Eu, avesso ao Schröd e que agora, todos pan, nas lenga-lengas, agora atiram o peixe indiferenciado ao gato, pergunto-me, completamente divertido, se o peixe terá sido apanhado nas redes.

      Gostar

      1. Não reagi porque espero alguma distinção e unificação entre a habituação a Newton e a reduzir-se uma caixa indeterminada de tipos com pérolas nos ouvidos alheados e a macieiras caídas.

        Como crer numa estória, dita agora dumas narrativas sem escrita, sob vontade de algum ícone de Santa Sofia?

        Gostar

  3. O perspectivismo que o Heisenberg postulou não pode ser levado assim tão longe – senão ainda incorria nalgum radicalismo, que gente tão bem como a pafista não pode subscrever.

    Com efeito, não há base necessária e suficiente para se fundar uma tradição – conceito desde logo problemático numa democracia tão jovem como a nossa… – de entregar sempre a propositura de um PM ao partido vencedor, a não ser por se ter dado, até agora, a coincidência de o partido vencedor ter sempre conseguido reunir apoios maioritários (sozinho ou coligado) para poder indicar um PM e formar governo.

    Gostar

  4. Encolho-me e estico-me, alargo-me e descomprimo-me; evidentemente, mesmo que já pijamado e perfeitamente listado, entretenho-me muito pouco com quem quer ser muito ser eu. Mas detesto antecipar amanheceres cantantes sobre Naturezas .Quero com isto dizer que não me interessam demasiado as cristas, especialmente se não me conseguem matar as cabidelas.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.