Prazer

Quant@s de nós ainda conseguimos chegar ao fim do dia satisfeit@s com o nosso trabalho diário?

Apesar de tudo o que se tem passado?

É complicado… muito complicado o quotidiano docente, em especial em alguns contextos.

Como conseguir extrair o ânimo suficiente para encarar o novo dia sem ser como uma obrigação laboral, a cumprir apenas na base do profissionalismo?

(desconto aqui aquelas criaturas que m’envergonham de partilhar a profissão)

Há momentos que nos compensam profundamente, e tod@s os conhecemos, mas até que ponto vamos resistindo no limiar do desânimo?

Até que ponto é possível chegar ao fim do dia e sorrir, porque antigos alunos nos procuraram, só pelo prazer de nos reencontrar?

frases_ironicas

Espanto

O que faz certas pessoas correr atrás de um ministério mensal? Não me digam que é a pureza do serviço público que as move… A mim, parece mais uma mancha no currículo.

Os que lá estavam ainda se percebe, caramunham. Que se habituaram. Mas agora os que já sabem ir ser efémeros, por muito que o tio Aníbal queira o contrário…

dodo-heads-bw

Desconforto

No mínimo.

Ouvir e ler certas figuras a defender ideias e opções que considero certas, só que com a diferença que elas ainda há muito pouco tempo as renegaram e agora me parece que as abraçam só porque lhe cheira a qualquer coisa, de novo. Ler criaturas que diabolizaram certas soluções governativas – que até faziam parte do seu passado político – a vir agora defendê-las em público sem um grama de pudor nas ventas. Não outra forma de expressar a coisa.

Detesto sentir-me em má companhia… é algo de epidérmico, começo logo a comichar-me todo, mesmo depois de fechar o jornal ou desligar a televisão.

Alcatrao

Golpe de Estado

A maior parte dos que, à Esquerda e Direita, usam este tipo de terminologia para designar uma situação de impasse político, natural em Democracia, ou são profundamente estúpidos ou profundamente desonestos do ponto de vista intelectual. Ou uma combinação dos dois estados, que é o que me parece mais adequado a muitas destas figuras.

Excepto uma minoria, que transitou de aspirante a golpista de esquerda para aprendiz de golpista de direita, a generalidade dos que assim engrossam o teclado borrava-se logo se passassem por um, daqueles mesmo a sério, sem flores e cantigas de maio.

Golpe