Tradição

Entre outros vultos da politologia nacional, Diogo Feio estava há bocado na SICN a acenar com o facto de hoje se ter quebrado uma tradição de 40 anos com a rejeição do governo.

Na madrugada de 25 de Abril de 1974 também houve uns malandros que decidiram dar cabo de uma tradição que ia quase com 48 anos.

A mim, que sou um gajo chato e mal intencionado, acho que há gente que ficou com um grande galo nesses dois momentos de quebra da tradição.

GAlo

4 opiniões sobre “Tradição

  1. E se não fossem parvos como o Copérnico e o Galileu, ainda estaríamos aqui, descansadinhos mas orgulhosos, no nosso tradicional centro do universo.

    E os parvos que lutaram contra a escravatura obrigam-me agora a incomodar-me para ir buscar uma cerveja ao café do lado. (Por falar nisso, quem teria sido o idiota que não se contentou com a tradicional maneira de refrescar ou conservar as coisas e foi inventar um “frigorífico”?).

    O progresso é tão feio!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.