“Deseconomias” De Escala

Uma ideia tanto mais interessante quanto ouvida a um economista da Educação. Significa que há pontos a partir dos quais as economias directas em algo podem gerar encargos adicionais em fenómenos envolventes.

Por exemplo, até que ponto o que se poupa de forma directa em mega-agrupamentos pode acabar por implicar custos acrescidos ou distorções no funcionamento das escolas… ou unidades orgânicas como chamam agora àquelas coisas hiper-centralizadas em nome da descentralização.

profpardal

7 thoughts on ““Deseconomias” De Escala

  1. As Escolas quanto mais pequenas, mais humanas, e quanto mais humanas mais eficazes.
    Façam escolas pequenas, com turmas pequenas e cm autonomia. Veem logo a eficácia a surgir…

  2. Quando numa casa com dois quartos, uma sala, uma pequena despensa e uma casa de banho se enfiam duas famílias – cada uma com dois filhos, um cão, dois gatos, dois piriquitos e um coelho, passagem extemporânea dos sogros de uns e de outros, visitas mais ou menos periódicas dos irmãos de uns e de outros,… mais cedo que tarde, a ruptura virá …

    Quando uma fábrica dimensionada para uma produção x se consegue produzir x + 100, reduz-se o custo por unidade produzida – maior lucro… mas a ganância é muita e vai de aumentar a produção para x+105: produtos com defeito, avaria dos refrigeradores, motores sobreaquecidos, falhas nos robot´s, circuitos queimados, …

    Pois, a Escola, o Hospital, o Tribunal, a Segurança não são fábricas ou empresas… quando aquelas deixam de cumprir as suas funções não é mais uma empresa que vai à falência, não são uns indivíduos que perdem a prestação de serviços, é uma sociedade que perde hoje bem-estar, direitos sócio-económicos e perde amanhã a oportunidade para um futuro melhor.
    Quanto às escolas e sabemos que não apenas estas… já estão em ruptura – que fizeram por isso… a bem de uma “tal dita riqueza” muito mal distribuída… e de um suposto investimento que açambarcou o que era nosso e do qual não haverá retorno, tão só incrementos de despesa…

  3. No break, no bells in school of the future
    It looks more like a smart corporate headquarters than a place for teenagers to learn. Anushka Asthana reports on a new academy in the vanguard of a fresh approach to education

    Anushka Asthana

    Sunday 26 August 2007 00.17 BST

    Jared Downer, 17, stared in awe at the curved, concrete walls towering above him. Stepping into the open lobby, more than 15 metres high, he saw sweeping staircases, multi-coloured up-lighting and soundproof glass walls. A striking, arched ceiling stretched above him with retractable panels and mirrors that reflected light back towards the centre-piece – a huge eye-shaped pod filled with computers.

    Designed by architects working for Norman Foster, this could have been the futuristic headquarters of a multinational company. It was, in fact, Jared’s new school.

    McMurdo is able to be far more experimental at the school because, as a city academy with its own sponsors, it is free from local authority control. Taking ideas from schools all over the country, he has helped create a school day during which children will not be placed in a tutor group with pupils of the same age, will sit through longer, 90-minute lessons that mix different subjects and be free to go home at 2.30pm. But by far the most controversial shift is McMurdo’s decision to take the morning break off the timetable.
    Advertisement

    ‘There will be no formal break time,’ said the head; instead there would be short time-outs during lessons. ‘If I am a teacher and in period two it seems like the pupils need a break, then they get a break.’ With more than seven full-sized pitches, netball and tennis courts set over more than 30 acres, there is no risk of the pupils failing to get fit, he said

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.