Rankings

Daqui a pouco é dia de publicação dos deste ano. O embargo dos dados termina à meia noite. Sei que os tempos andarão para os deitar abaixo ainda mais do que é habitual. Como não mudo de opinião com os ventos, continuo a achar que, desde que enriquecidos com muitos dados complementares, a divulgação dos resultados dos alunos nas provas finais ou exames do Ensino Básico e Secundário é um bom serviço que se presta a quem, com boa fé, os queira ler de forma cuidadosa e não para apedrejamento político ou ideológico. O que penso acerca do que ainda lhes falta, escrevo-o em 4500 caracteres, amanhã, no Público, o jornal que tem tratado melhor esta matéria. E ao início da tarde devo, em princípio, fazer um pequeno apontamento, em conjunto com a Bárbara Wong, na TVI24, pelas 14 horas porque, repito-me, prefiro que se aperfeiçoe um método de divulgar informação do que se queira mantê-la em segredo.  Nunca devemos temer o acesso a informação, mas devemos ter o cuidado em saber lê-la e afastar as tentações demagógicas ou maniqueístas para os instrumentalizar ou demonizar.

rankings

7 thoughts on “Rankings

  1. Por aqui, na minha casa, dá-se muito importância a isso porque se confundem os resultados (que até são bons a nível concelhio) com o prestígio. Porém, o people da terra, que é quem interessa, continua a achar que a escola é má e prefere ir enfiar os filhos nas escolas da cidade…em turmas sobrelotadas, com piores posições no ranking… manias!

    Gostar

  2. Pois, acontece, porém, que os “rankings” não são um mero instrumento técnico, quantitativamente neutro, mas vêm já imbuídos e codificados com uma série de supostos e de propósitos ideológicos e políticos.

    A discussão acerca deles nasce já inquinada, por melhor boa fé ou intenção com que estejamos animados à partida.

    É tudo menos por acaso que a questão dos rankings tenha sido espoletada e valorizada pelo JMF, no contexto da ofensiva ideológica da direita. Embora aqui – a visão do JMF não dá para mais… – a questão fosse sobretudo a de salientar a excelência do ensino privado por comparação com o público, isto de uma forma mais ou menos expedita, para consumo político-ideológico imediato. Mas as questões são mais fundas: prendem-se com a determinação dos objectivos primeiros a que deve responder a educação, que remetem logo para o problema da igualdade das oportunidades (face às assimetrias objectivas registadas na nossa realidade educativa, social e geográfica, que se imbricam umas nas outras) e, mais longe ainda, para o modelo de homem e de sociedade que queremos construir (problemas maiores que, bem entendido, estavam supostos naquele questionamento inicial, mas que ficaram na sombra e não foram dilucidados ou desenvolvidos).

    Para percebermos melhor isto, e, se se quiser, de uma forma mais “prática” ou “concreta”, perguntemos a que, e como, em matéria de questões substantivas relativas à educação, é que os rankings respondem. E que conclusões é que os actores e decisores políticos têm tirado deles. Ou o que é que as escolas têm feito, ou beneficiado, com eles. E o mesmo relativamente aos alunos.
    (O nosso contentamento subjectivo quanto constatamos que também há boas escolas no ensino público – “podemos vencê-los no terreno deles” – compensará os estragos objectivos entretanto causados? Com NC, as escolas piores classificadas ainda acabavam mais penalizadas relativamente às outras, aumentando as disparidades e desigualdades…).

    Gostar

  3. Curioso os rankings..o vec…analisa as medias tendo em conta o contexto en várias verttentes..bem.o azevedo diz no publico que não é possível incluir nesta análise—vec—os privados dado que nem.o.ME nem as ditas escolas favilitaram a análise comparada dos dos resultados…humm porque será???

    Gostar

    1. Curioso os rankings..o vec…analisa as médias tendo em conta o contexto em várias verttentes..bem, o Azevedo diz, no publico, que não é possível incluir nesta análise—vec—os privados dado que nem.o.ME nem as ditas escolas facilitaram a análise comparada dos resultados…humm porque será???

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.