Aguentem-se!

Já repararam que a cada governo que passa os contribuintes são chamados a meter miles de milhões em bancos que passavam por ser exemplos maiores do enorme génio empreendedor nacional?

Sócrates com o BPN, Passos Coelho com o BES e agora Costa com o Banif.

Por favor, aguentem-se os quatro anos porque não me apetece ajudar a resolver mais nenhum enorme sucesso da nossa pujante iniciativa privada com o meu salário de reles e conservador professor do ensino público

Dona Branca

Dúvida

Que se arrasta há uns tempos. Porque será que alguns dos mais descabelados gurus do nosso neo-liberalismo económico (arroja, césar das neves, mas longe de serem os únicos, apenas sendo os mais caricatos) têm uma concepção, digamos assim, sui generis da relação entre os sexos e, mais em particular e benzam-nos todos os deuses dos pruridos e comichões, da sexualidade humana? Há relação directa entre os dois credos?

Raquelwelch

Catequese

Não fui, pelo que me falta a devida formação em dar a outra face. Ao que parece, consta que sou de trato difícil quando me tentam dar lambadas, mesmo que pelas costas ou in absentia. Parece que deveria ser mais cordato com quem ascende na base da sacanice mais bruta ou rendada, preferir compromissos e entendimentos com quem vale a pena ou com quem seria mais prudente não conflituar.

Não consigo ser assim tão hipócrita, mostrar dentes em sorriso quando se sentem dentadas, não sei se só por causa da falta acima mencionada, se também por qualquer defeito genético que me transmitiu vértebras pouco flexíveis e uma notória sensibilidade dérmica. E quem não se sente, já sabem, e quem se sentir de passagem que enfie a carapuça.

Batman

 

30%

É a diferença entre o peso, no final da nota dos alunos, das provas de aferição que consta estarem de volta para o 4º ano, substituindo as famigeradas provas finais.

Agora, voltamos ao modelo pré-Crato, só restando saber se existe a coragem de mudar o ridículo calendário da prova. E perceber até que ponto vale a pena o investimento numa aferição que ninguém leva muito a sério, até por valer 0%. Por mim, em coerência, deveria acabar-se com todo este aparato, deixar testes intermédios opcionais (para as disciplinas teóricas). Ao menos que se perceba que raio de modelo temos para aplicar durante uma meia dúzia de anos. Já não me importo, desde que se perceba.

exam