30%

É a diferença entre o peso, no final da nota dos alunos, das provas de aferição que consta estarem de volta para o 4º ano, substituindo as famigeradas provas finais.

Agora, voltamos ao modelo pré-Crato, só restando saber se existe a coragem de mudar o ridículo calendário da prova. E perceber até que ponto vale a pena o investimento numa aferição que ninguém leva muito a sério, até por valer 0%. Por mim, em coerência, deveria acabar-se com todo este aparato, deixar testes intermédios opcionais (para as disciplinas teóricas). Ao menos que se perceba que raio de modelo temos para aplicar durante uma meia dúzia de anos. Já não me importo, desde que se perceba.

exam

13 thoughts on “30%

  1. Plenamente de acordo. Tal como diz Ricardo Araújo Pereira, também eu “gostava de viver sempre no mesmo país” naquilo que à Educação (e não só…) dos Portugueses diz respeito.

    Gostar

    1. Acho a resposta demasiado óbvia… os testes PISA não são aplicados a todos os alunos, em todas as escolas, mas a amostras seleccionadas e que aceitam participar.

      De vez em quando… conviria não chegar lá apenas pelo epifenómeno.

      Gostar

Deixe uma Resposta para bulimundo Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.