Natal

Espera-se feliz, embora se desespere por mais um ano em que a esperança é muito relativa. Abusem, mas com cuidado, e não acelerem acima das vossas possibilidades. E, já agora, tentem não acabar nas urgências. Just in case…

Desculpem, mas é difícil alinhar em votos muito animados para preencher a quota de alegria natalícia. Só o conseguirei quando começar a ver justiça na Terra, porque nos céus vai ser uma confusão e muit@s del@s acabarão por escapar ao julgamento.

IMG_0058

Ímpar

O que já pode ser escrito sobre o colapso da banca nacional, está na revista do Expresso de hoje. Pedro Santos Guerreiro já pode escrever boa parte do que sabe. Aguardo (e temo) o dia em que possa escrever tudo o que sabe e quem e quando soube de muito do que só agora sabemos e um dia talvez venhamos a saber. E quem soube e não contou com receio de um colapso global e quem não contou para ter tempo de se safar e (en)cobrir o rasto.