Presidenciais – 10

Não vi o debate entre António Sampaio da Nóvoa e Maria de Belém mas, pelo que leio, fico convicto que o primeiro, em especial depois de diversos apoios que tem vindo a receber de gente ligada à liderança do PS, terá uma votação bem superior na primeira volta das eleições. Maria de Belém ao tentar colar Sampaio da Nóvoa à área da “extrema-esquerda”, dizendo depois que essa área já tem dois candidatos (Maria Matias e Edgar Silva) acabou por cometer um duplo erro… posicionou-se a si mesma na “extrema-direita” do PS e, por exclusão de partes, colocou Sampaio da Nóvoa no centro da Esquerda.

Apesar disso, continuo a pensar que é necessário analisar com cuidado a situação e perceber se 4 candidatos à esquerda de Marcelo cobrem melhor todo o espectro político disponível (que será perto dos 60%), se será melhor que um desista para que seja Sampaio da Nóvoa, de forma bem clara, a passar à 2ª volta, aquela que Marcelo muito teme. Atendendo à disciplina táctica tradicional do eleitorado do PCP e a alguns sinais no voo das andorinhas por vir, bem como à utilidade de Marisa Matias para a mobilização de algum eleitorado feminino que se pode deixar tentar pela opção MBelém, eu prognosticaria que Edgar Silva será a peça a sacrificar, apesar de alguns riscos inerentes a essa opção (associação do PCP à candidatura de Nóvoa por parte de alguns adversários).

GAMBITO DO REI

3 thoughts on “Presidenciais – 10

  1. Marcelo Rebelo de Sousa costumava passar o Ano Novo no Brasil com o amigo Ricardo Salgado. Contudo, Marcelo não apanhava sol à beira da piscina ou mar. Não queria chegar ao Portugal invernoso com um brutal bronzeado, porque achava que o público da TVI iria ficar enraivecido com aquele sinal de riqueza. Este episódio (descrito há tempos por Pedro Santos Guerreiro) diz-nos quase tudo sobre a cobardia intrínseca desta personagem. Estátua de Sal
    https://www.facebook.com/du.coeh

    Gostar

  2. Maus Caros o Marcelo já perdeu as eleições e fê-lo no dia em que arrogantemente resolveu desprezar o seu eleitorado natural, ao tomá-lo como certo.

    A vida sempre nos ensinou a que nunca devemos tomar os afectos como certos senão … divórcio litigioso.

    Do ponto de vista do marketing politico a sua recusa em em se promover com base em cartazes, jantares comício etc… lembra-me aquele director de marketing de uma grande empresa que nos anos 80 decidiu lançar um novo detergente sem qualquer tipo de publicidade com os seguintes argumentos:

    – A nossa marca é muito conhecida;
    – O ciclo do produto encontra-se na fase da maturidade;
    – Os produtos de marca branca vendem bem e não têm publicidade;
    – Se o lançarmos com um preço mais baixo arrasamos a concorrência.

    Moral da História: Foi um dos maiores flops da empresa e nunca mais ninguém ouviu falar do brilhante director de marketing.

    Com o Marcelo passa-se o mesmo … perde na 1ª volta e vai perder na 2ª volta seja lá quem for o candidato.

    Ao contrário do PG acho que ele teme mais a Maria de Belém pois é a única candidatura que ao posicionar-se como de centro esquerda e católica lhe poderá roubar votos nessa área (inclusive penetrar mais à direita) impedindo-o de ganhar na 1ª volta.

    No 2ª a esquerda une-se em volta do mais votado, nem que tenham que engolir sapos, elefantes, crocodilos ou todos juntos.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.