A Badana

Que é como que diz em linguagem menos popular, a sinopse.

Sintese

Não será uma leitura pacífica para muitos porque não se pretende neutra. É uma interpretação pessoal na forma como está estruturada a narrativa, até pela ordenação dos capítulos que não seguem a cronologia do que se passou entre 2005 e 2010. Mas é um trabalho que procura, principalmente, dar voz a dezenas de colegas que lá estiveram. Pena que muita gente já tivesse evitado revisitar aqueles tempos. É um livro corporativo no que espero seja o bom sentido. E uma forma de, em forma impressa, ficarem bem marcadas algumas fronteiras.

3 thoughts on “A Badana

  1. Um grande acontecimento cívico que não deve cair no esquecimento.
    Uma mobilização e uma jornada de luta com grande significado político e cultural – e decerto até pessoal, para mim e muitos mais.

    Pena é que muita gente tenha “congelado” nesse tempo a sua espontaneidade e força de indignação e tenha ficado muda ou tolerante perante políticas educativas que continuaram ou aprofundaram os desvarios de MLR.
    Ainda hoje, infelizmente, se sente alguma inspiração dessa figura de má memória nos rumos que a Educação está a tomar.

    Cumpre a todos nós não esquecer…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.