Da Profissionalidade

O estudo da OCDE sobre a profissionalidade à volta do mundo tem dados muito interessantes, correspondendo ao equivalente ao nosso 3º ciclo do Básico. Gosto mais destes estudos gerais, não encomendados para um país, porque as comparações são mais abertas e descomprometidas com agendas particulares.

O primeiro quadro corresponde aos elementos do que é entendido por profissionalidade (prefiro esse termo à tradução directa para profissionalismo) dos professores. O segundo corresponde à posição de cada país no índice da profissionalidade docente (Portugal está em último lugar na tabela). A tabela que surge em terceiro lugar apresenta a classificação em cada parâmetro global do índice, sendo bem visível que a situação mais problemática é a da (falta de) autonomia dos professores portugueses. Por fim, temos o quadro em que se cruza o nível de profissionalidade dos professores com o desempenho dos alunos e – paradoxalmente ou não – este não é negativamente afectado pelos problemas que envolvem a profissão docente, pois até está bem acima do de alunos de países que dão melhores condições ao exercício da docência.

Profissionalidade1Profissionalidade3Profissionalidade4Profissionalidade2

Anúncios

One thought on “Da Profissionalidade

  1. O professor português é tratado e visto como um assalariado, sem especialização, um proletário. Enquanto isto não mudar estaremos sempre na cauda do “profissionalismo”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.