PNL

Uma história verídica, que me foi contada este fim de semanae que reproduzo com mais ou menos detalhes para começar bem a semana. Turma de 7º ano (não minha ou da minha petiza), aula de Português, apresentação da leitura autónoma. Com garbo, o aluno avança e começa a apresentar As 50 sombras de Gray. Incomodada, a professora para-o e inquire sobre a escolha da obra ao que o petiz ou jovem responde que não tem muitos livros em casa e que este é o que mãe andou a ler. A professora dá classificação negativa ao aluno. Acho mal, porque o jovem leu e entendeu a obra, apresentando-a aos colegas como requerido. A menos que seja porque não pertence ao Plano Central de Obras Certificadas para a Juventude. Espero que não tenha sido por preconceito.

PNL

4 thoughts on “PNL

  1. Não foi ele que leu mas sim a mãe, daí a nota negativa.
    A professora do meu filho impõe desde logo as regras e fica bem claro que tipo de leituras devem ser apresentadas. Quem quer ter surpresas ….

    Gostar

  2. Se a colega não dá uma lista das obras que os alunos podem escolher depois não tem argumentos para recusar a escolha. De qualquer forma os miúdos os livros de que gostam ,claro que há aqueles que escolhem as obras que sabem que vão agradar ao professor .

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.