Ai a Minha Vida!

Um colega aposentado leu o meu artigo de hoje no DN, arranjou o meu número de telemóvel junto de outro colega, comum amigo, e ligou-me em horas de quase janta para dizer que discordava do que escrevi. Tudo bem. Eu sublinhei que o texto tem por cima a expressão “OPINIÃO” e que escrevi exactamente que não há fórmulas únicas nestas matérias. A discordância é bem vinda.

Mas…

A pessoa insistia em dizer que eu tinha escrito “Sou contra “contratos” com cláusulas“, o que, em seu entender está errado, porque a sociedade é baseada em contratos e não podemos estar contra eles. Eu respondia que escrevi “Sou contra “contratos” com cláusulas que os tornam impossíveis de cumprir”, o que é bem diferente de estar contra contratos ou contra contratos com cláusulas, mas sim contra contratos com cláusulas que os tornam impossíveis de cumprir. Consegui perder quase 15 minutos da  minha vida neste tipo de discussão estéril, a tentar não ser indelicado com alguém que – para melhorar o ridículo do episódio – parecia de audição escassa, em que alguém recorta parte do que é escrito e escabeceia contra isso, recusando-se a ler a frase na sua versão complexa e não simples.

Há um amigo meu que no almoço de curso deste ano as vai pagar…

Kramer2

 

4 thoughts on “Ai a Minha Vida!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.