Espantoso!

Há cada vez mais especialistas a descobrir que as aulas são uma seca, algo que, para esses mesmos vultos do pensamento divergente, será uma novidade. Ora, apesar da minha velhice me atraiçoar a memória, quer-me parece que já nos meus tempos – os d’antanho, quase conteporâneos dos afonsinos – isso já acontecia. A diferença é que em vez da malta se entusiasmar fora das aulas com infografias, redes sociais e pleisteicions, como é opinião de quem percebe muito de juventude actual, entusiasmava-se com jogo de bola e marmelanço com as miúdas, práticas que não podiam acontecer (assim em regra) na sala de aula e que, ao que parece, serão coisas caídas no olvido por quem pensa muito sobre estes temas na actualidade.

Play

 

A Parte Boa

É que nunca, alguém, será responsabilizado seja pelo que for. É a chamada estabilidade do sistema financeiro, escondida sob um manto de galambices, montenegrices e, como cereja, marquesmendices.

Solução Banif implicou perdas para o Tesouro de pelo menos 3000 milhões e um ganho para o Santander, o comprador, entre 500 milhões e mil milhões, e que pode não ter base legal.

Aguentai!

Contribuinte

O Massacre

Valerá a pena comentar este tipo de artigos de “opinião” sobre Educação por parte de polític@s que da coisa só percebem as letras gordas e se limitam a servir agendas?

A Educação está salva com o fim de duas provas finais? O “massacre” terminou e quem não pensa assim é de Direita?

Que bom, quando o mundo se nos afigura assim tão simples. Pelo menos, ao que parece, satisfaz mentes simples.

Idiota2