Muda o Nome

A substância é a mesma. Não é “municipalização” é “territorialização”.

Com 28 dos 57 municípios pertencentes à rede presentes, a reunião serviu para a partilha de informação sobre o processo de descentralização – agora designada “territorialização” – de competências, com identificação das diferenças entre os que assinaram o acordo com o Governo em 2008 e os que o fizeram em 2015, disse.

Não fosse sexta-feira chuvosa e eu ainda me daria ao trabalho de fazer umas entradas do meu Novo Dicionário Educacional acerca destes termos/conceitos que no querem dizer nada ou apenas dizem o que já foi dito, só que não querem dizer isso. A “territorialização” das políticas educativas é uma falácia. A muitos níveis, desde logo porque o principal significado é este: a Europa dá dinheiro para infra-estruturas educativas, em especial se integradas em projectos que ultrapassem a escala local e esse dinheiro é muito bem-vindo para equilibrar as finanças de muitas autarquias semi-falidas e para alimentar uma vaga de obras públicas municipais que se traduzem em imensos ganhos para alguns munícipes, nomeadamente aqueles que contratualizam muita coisa e já estão há uns anos a precisar de mudar de frota automóvel. Claro que há quem diga outra coisa, quem me acuse de preconceituoso e até há, felizmente, muito boa gente capaz de dar bom uso a estes dinheiros.

Mas, nada de enganos, o que está em causa é “territorializar” o carcanhol europeu, usando a Educação como pretexto. Se existiam reservas quanto ao “envelope financeiro” que viria a acompanhar a “descentralização educativa”, a coisa está resolvida. O resto é apenas nevoeiro e dá-me dó malta ligada ao PS que, por amor à camisola e medo do bicho-papão, engole isto e ainda saliva como se quisesse mais.

Turd

3 thoughts on “Muda o Nome

  1. “dá-me dó malta ligada ao PS que, por amor à camisola e medo do bicho-papão, engole isto e ainda saliva como se quisesse mais.” Na mouche!

    Gostar

  2. uma territorialização para permitir que o presidente ou vereador sejam os novos ministros da educação, com toda a atração de poder e repressão que isso trás…

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.