Será Verdade?

Que o MEC se prepara para indeferir (na esteira de outros indeferimentos com valor jurídico mais do que questionável e apostando na estratégia do “faz e pronto”) as fundamentações para não realizar as provas de aferição FACULTATIVAS, embora aceite como justificação para essa recusa a realização de visitas de estudo com mais de um dia previstas no PAA?

Temos de ir passear, é isso?

Espero, com sinceridade, que não atinjamos tamanho nível de palhaçada, até porque – dizem eles – têm imensa confiança nas escolas e nos professores. Desde que façam o que eles querem.

Já agora… deixem-me adivinhar. Os professores das escolas que apresentarem fundamentação para a não realização das provas serão os primeiros na fila para classificadores?

Clown

 

9 thoughts on “Será Verdade?

  1. Incoerência e inabilidade do ME. Introduziu as provas da aferição com um discurso de “desdramatização” da questão da avaliação externa – a meu ver, bem – e agora (graças também à influência da opinião examocrática) ziguezagueia, não sabendo bem que postura adoptar, para ser levado a sério.

    Gostar

    1. Não retorças a história como a “opinião examocrática”. A responsabilidade é exclusivamente de quem lá está e quer obrigar todos a ser iguais a eles. O totalitarismo da “aferição boa” é equivalente a qualquer outro totalitarismo.

      Gostar

  2. Este ministério (espaço físico) deve ter um problema no ar condicionado transforma pessoas aparentemente competentes em pessoas desiquilibradas. Deve ser uma bactéria levada pelos sindicatos

    Gostar

  3. #livresco, #farpas e #guinote Eu estive lá ontem (Beja) e não ouvi nada disso…quanto ao tema do post, fui para lá chateado e de pé atrás depois de ler estes post (na minha escola parece que não se vai fazer), mas, ou eles também frequentam este “quintal” e mudaram radicalmente a abordagem (o que é bem possível), ou também o que se diz não é bem o que se ouve…mas interessa-me mais o que se faz que o que se diz 😉

    Gostar

    1. André… sabes que desde os tempos do “umbigo” que pratico a preemptive war ao mais pequeno sinal e não me incomodo de não ter razão nos avisos, caso acabem por evitar a asneira.

      A verdade é que já ouvi as duas versões, a soft e a não tão soft.

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.