Há um Ano

Escrevi o que se segue no fbook (já tinha fechado o Umbigo). Infelizmente, não mudou grande coisa. A parvoíce em Educação é algo duradouro e agora está num período de crescendo.

Eu sei que vou escrever algo desagradável para muitas pessoas sapientes, mas lá terá de ser.

Ouço e leio muito boa e estimável gente dizer que devemos adaptar e modernizar a estrutura curricular aos “interesses dos alunos” como se isso fosse a fórmula mágica para combater o insucesso e o abandono.

Tal solução levanta-me muitas dúvidas por razões que me parecem óbvias, mas talvez seja defeito meu, miopia incurável.

Vejamos de forma breve:

Desde quando é que uma escola básica de massas obedece a uma lógica de “interesse dos alunos” e não ao “interesse da sociedade” ou dos “grupos sociais” responsáveis pelo ensino na fase pré-contemporânea? E não será que é mesmo assim que tudo funciona ou melhor que precisa de funcionar?
Desde quando a Matemática foi “do interesse dos alunos” ou da sua larga maioria? Ou mesmo a História que produz menos alergias e insucesso? Ou mesmo outras disciplinas tidas por mais benignas? Em que parte do mundo é que a escola atingiu patamares de grande qualidade na base dessa lógica tão fofinha, pois em todas as épocas os alunos tiveram interesses bem discordantes da “oferta curricular” dos seus tempos?

A escola contemporânea – apesar dos seus defeitos e distorções que urge corrigir – não se baseia exactamente num princípio de contradição em relação ao imediatismo dos interesses?

Será que não estamos a tomar a escola do Sócrates e do Platão – elitista até mais não – como um “paradigma” de algo exactamente oposto do que ela foi em seu tempo?

Não estaremos a confundir a necessidade de interessar os alunos pela aprendizagem com o querer ensinar-lhes apenas o que lhes interessa?

Se queremos mesmo ir ao encontro do “interesse dos alunos”, estaremos mesmo dispostos a trocar metade das horas de Ciências Português ou Geografia por “Redes Sociais – Parte 1” ou “introdução ao PES 2015 em PS4” ou mesmo “GTA em Smartphones”?

Caricatura? Não me parece.

Não deverão essas áreas de “interesse” ficar nas áreas não-curriculares ou opcionais?

Será que as pessoas que tão bem pensam estão mesmo dispostas a levar o seu “pensamento” até às suas naturais consequências?

E olhem que isto é escrito por um gajo muito criticado anos a fio por levar as suas turmas um tempo por semana para a sala de computadores e os deixar divertir-se um pouco até ao momento em que os censores e os filtros “isto é só para trabalhar em coisas sérias” entraram em acção.

Asteroids

3 thoughts on “Há um Ano

  1. E desde essa data já tive algumas oportunidades para manifestar também a minha discordância relativamente a boa parte (não todo…) desse raciocínio.
    Resumindo o meu ponto de vista, destacarei, de forma sintética, dois pontos que me parecem essenciais:
    1. Da circunstância de não se fazer uma escola que siga simplesmente os “interesses” dos alunos, não se segue que aquela não deva atender também a estes (até por partir do pré-conceito ou pressuposto de que tais “interesses” serão irrelevantes ou erróneos).
    2. Aquilo que mais interessará aos alunos (os seus “interesses” primordiais) é terem uma escola mais humanizada, que os trate como crianças/jovens – com as suas necessidades específicas, fundamentalmente: tempo e espaço para poderem ser eles próprios – e não como adultos em ponto pequeno numa linha de montagem educativa.
    (Sobre Platão e Aristóteles não me vou adiantar porque as coisas aí fiariam mais fino).

    Gostar

  2. Subscrevo. Vou enviar cópia do texto ao C,Pedagógico do meu agrupamento é que, nem de propósito, andámos a discutir na última reunião esta coisa do interesse dos alunos, dos novos paradigmas e outras ideias “fofinhas” (como lhes costumas chamar).

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.