Educativo

O artigo na revista do Expresso sobre ghost writers para famosos (leia-se personalidades televisivas ou dos futebóis, porque se nota como foi evitada a abordagem de “autores políticos). Percebi que mais vale ser fantasma do que escrever em nome próprio aquilo que se pensa. E até se ganha mais e tudo. Falhei claramente a vocação.

ghost

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.