Preocupação Selectiva

Maria de Lurdes Rodrigues, Setembro de 2007:

A ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues, justificou o aumento do desemprego na classe docente com o desajuste entre a oferta de formação superior e as necessidades da rede escolar do Ministério da Educação.

Confrontada em conferência de imprensa sobre o arranque do ano lectivo com as acções de protesto promovidas hoje pela Federação Nacional dos Professores (Fenprof), a governante salientou que “mais de metade dos candidatos a professor são de ciclos de ensino que não estão em crescimento”.

Passos Coelho, Dezembro de 2011 (com vídeo):

“Angola, mas não só Angola, o Brasil também, tem uma grande necessidade ao nível do ensino básico e do ensino secundário de mão de obra qualificada e de professores.Sabemos que há muitos professores em Portugal que não têm nesta altura ocupação e o próprio sistema privado não consegue ter oferta para todos. Nos próximos anos haverá muita gente em Portugal que ou consegue nessa área fazer formação e estar disponível para outras áreas ou querendo-se manter, sobretudo como professores, podem olhar para todo o mercado de língua portuguesa e encontrar aí uma alternativa”.

Nuno Crato, Novembro de 2012:

“A redução da natalidade está-se a refletir em todos os níveis de ensino e está progressivamente a chegar do básico ao secundário. É natural que haja uma série de professores que se reformem e não sejam substituídos”, disse Nuno Crato.

O governante garantiu que o Ministério está a contratar os professores “que são estritamente necessários”.

“Nem poderia ser de outra maneira, nos momentos que vivemos”, sublinhou.

Por isso, admitiu que “é provável que haja menos professores nos próximos anos”.

David Justino, Fevereiro de 2014:

Basicamente, eu sou um gajo chato com uma memória só parcialmente selectiva em relação ao que foi dito, por quem e sobre quem e quando. Não posso aceitar que se diga uma coisa para uns e outra para outros; que para uns o desemprego seja uma consequência natural e para outros seja uma preocupação. Se estou a ser algo sectário? Não propriamente… estou  a apontar as incongruências nas posições (até bem recentes) de algumas pessoas. E, por outro lado, a realçar continuidades. De várias cores…
mascaras

2 thoughts on “Preocupação Selectiva

  1. ADOREI!!!

    Mas… nem assim, conseguem ter um pingo de vergonha na cara!!!!
    Carácter, coerência, idoneidade e transparência … pois… a dos nórdicos não está mesmo a jeito, é só mesmo quando lhes dá jeito…

    já dizia o relatório da OCDE que Portugal é pobre devido à corrupção…

    http://www.dn.pt/portugal/interior/portugal-e-o-mais-corrupto-entre-paises-4627022.html

    http://www.tvi24.iol.pt/sociedade/tvi24/corrupcao-portugal-e-dos-paises-da-ocde-que-menos-cumpre-recomendacoes

    http://centaurius.blogs.sapo.pt/ocde-confirma-portugal-e-um-pais-pobre-6191

    é tudo…”bons rapazes” … mas os pobres e remediados são os outros.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.