Confusões Histórico-Liberais

Este texto de Helena Matos pode fazer sentido para quem considere que retirar o subsídio a algumas turmas equivale a fechar uma escola. E é isso que me espanta nos liberais… considerarem que escolas livres só existem se forem subsidiadas pelo Estado. E também me espanta em historiador@s com alguma qualidade tamanha confusão (embora a ache voluntária) entre período históricos muito diferentes e entre processos de luta pela laicização do Estado, como mais ou menos anti-clericalismo à mistura, e procedimentos de racionalização da despesa pública (que eram aceites quando eram apenas contra os maus-mau-maus-comunas-comunas-comunas professores do ensino público). Afinal, onde estava e o que escreveu Helena Matos quando encerraram – encerrando mesmo – milhares de escolas onde não existia mesmo mais nenhuma oferta pública e muito menos privada?

A História truncada vale o que vale (misturar o diabólico Pombal e o mata-frades Afonso Costa com o que se passa agora faz sempre efeito e provoca chiliques)… já a Memória… é chata como o caraças, porque nos faz recordar que houve quem estivesse contra Sócrates mas tão só isso. Quem sempre criticasse as escolas públicas e tomasse os professores por acéfalos seguidores do ME ou dos sindicatos vermelhos. Desde 2002 sempre a bombar. Os papás é que têm sempre razão porque, como é sabido, geneticamente os professores nunca são pais.

francisco_ffb

4 thoughts on “Confusões Histórico-Liberais

  1. Já te li várias vezes o argumento dos despedimentos na escola pública. Sei que sabes que esse argumento é falso. Nenhum professor com vínculo ao estado pode ser despedido e tu sabes disso, embora conceda que houve uma tentativa com a requalificação..
    Fecharam, efectivamente, muitas escolas, mas os professores não foram despedidos.
    Quem deixou de ter trabalho foram os contratados, alguns com muitos anos de contrato, em total ilegalidade.
    E onde estiveram, nessa altura, os defensores da escola pública que agora usam despudoradamente este argumento?
    Acantonados em sindicatos que lhes gatantissem não ser beliscados, foi isso.
    Há argumentos legais e racionais contra alguns contratos de associação, não são necessários exercícios de hipocrisia.

    1. Interessante, Helena, que te prendas a esse detalhe quando não sabemos se o que se vai passar com as PPP não é mesmo isso, o fim de contratos. Não estou a ver que os poucos professores mesmo do quadro de alguns destes “colégios” venham a ser despedidos em massa.

      Já agora, Helena, esse argumento não se encontra neste texto, mas sim o do encerramento das escolas. Será que leste mesmo que escrevi ou apenas imaginaste? 🙂

      O que escrevi foi a respeito da racionalização da despesa em tempos de Sócrates, vulgo congelamento e redução salarial.

      Andas a ler demasiado sóifer e a conviver muito com o João Almeida… dá nisso. Ler o que ninguém escreveu.

  2. De facto, há argumentos legais para a não renovação de alguns contratos de associação! Eles foram criados para suprir casos em que a oferta pública por si só não assegurava a indispensável “cobertura” a todos os alunos de determinadas regiões. Assim sendo, se há escolas públicas que podem “absorver” os alunos existentes, a manutenção dos contratos de associação não faz sentido. Querer “contaminar” ou “obscurecer” a discussão sobre os contratos de associação com outro tipo de “argumentos ideológicos” (e eles têm sido amplamente usados dos “dois lados da barricada”) em nada contribui para clarificar essa discussão!

  3. Mas estes liberais da treta não conseguem levar até ao fim os seus supostos ideológicos?
    – Como podem admitir a escolaridade obrigatória, se ela coarta a liberdade individual?
    – Como podem admitir que o Estado subsidie escolas – algumas escolas… -, quando isso distorce as regras do mercado e trunca a livre iniciativa?…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.