6 opiniões sobre “Tudo na Mesma

  1. É por estas e por outras que os professores não se devem deixar arregimentar por quem lhes diz para participem em manifestações pró-governamentais, mas que se fazem passar por manifestações em defesa da escola pública. Uma coisa é concordar com uma medida justa do governo (condicionamento da abertura de novos contratos de associação), outra é reagir contra os que politizam o assunto assumindo acções simétricas. Não estamos na América latina. O governo é legítimo e toma medidas que, no âmbito das suas funções, devem ser respeitadas. Não carece de manifestações de suporte, muito menos da parte dos docentes (que devem cuidar da sua representação social e não exporem-se à crítica fácil da direita desbragada). Cada medida positiva do executivo na área da educação deve ser saudada, mas sem ignorar que aorientação global é a do prosseguimento de certas tendências que tanto têm merecido a nossa contestação, por exemplo, em relação ao ingresso na carreira, à progressão nos escalões, aos horários de trabalho, à burocratização, ao facilitismo, à complacência com a indisciplina, ao desinvestimento orçamental e, claro, a esta vergonha aposta em cursos (des)qualificantes. Recordo que o desiderato dos 50% de cursos profissionais vem da Maria de Lurdes Rodrigues…

    Gostar

    1. Não posso deixar de me rever nas suas palavras. É exactamente assim e cito RF subscrevendo “(…)que tanto têm merecido a nossa contestação, por exemplo, em relação ao ingresso na carreira, à progressão nos escalões, aos horários de trabalho, à burocratização, ao facilitismo, à complacência com a indisciplina, ao desinvestimento orçamental e, claro, a esta vergonha aposta em cursos (des)qualificantes. Recordo que o desiderato dos 50% de cursos profissionais vem da Maria de Lurdes Rodrigues…” Os meus cumprimentos.

      Gostar

  2. Portanto, para os senhores o ensino profissional é desqualificante. Ainda bem que está tudo na mesma, porque está mesmo muito por fazer.
    Mas isto sou eu que sou bronco…

    Gostar

    1. Sim, basicamente é porque é bronco que acha que uma meta de 50% é o mais adequado.
      Não há problema, traga mais uns amigos também… como ontem.
      E elogiem uma medida que copia as metas do Crato.

      Gostar

  3. Declaração de interesses: Eu sou apenas e só um contratado profissionalizado no saco de gatos assanhado chamado de 530 – Educação Tecnológica que desde 2006 os sucessivos governos têm decidido eliminar, mais; sou Professor apenas e só das chamadas ofertas qualificantes onde comecei nos idos anos oitenta (1983). Entendo eu que a qualificação dos Jovens e menos Jovens é condição essencial para a evolução económica e social de qualquer sociedade, Assim não o tem entendido quem supervisiona a Educação neste país. A crescente subalternização e desvalorização dos cursos profissionais leva-me a deixar esta questão: Quererão as nossas empresas os menos aptos e menos capazes nos seus quadros de trabalhadores? Acharão os responsáveis ministeriais que fazendo uma oferta de turmas com peso de 60 % das Turmas na escola pública e os restantes 40% nas escolas privadas é a solução? Não me parece que seja, (Falo pela minha experiência pessoal, e, pelo conhecimento concreto no terreno). Acham que é não ter em conta as reais necessidades formativas localmente que olhamos pelo futuro dos nossos Jovens? Entendem que é olvidando a empregabilidade de cada curso que estão a contribuir para a evolução do país? Acham que é ignorando os professores da componente tecnológica, desprezando-os, estigmatizando-os, não os integrando nos quadros do MEC que as coisas evoluem? E aos colegas das outras componentes apelo para que tratem estes cursos e estes alunos com o respeito que os mesmos devem merecer,

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.