O Mito do Contexto – 2

Retirar declarações do seu contexto é eliminar quando aconteceram, onde, o que as antecedeu e, eventualmente, o que se seguiu. Isso, sim, é descontextualizar o que foi dito. Infelizmente, por eventuais fidelidades político-partidárias que tornam o debate político em Portugal, não apenas em Educação, praticamente impossível e profundamente irracional, usam-se termos de forma disparatada, diria mesmo “descontextualizada”, apenas para atacar ou defender os da mesma cor ou os que, de momento, são da mesma cor. Ir em busca de inflexões de voz, ler pensamentos e até encontrar “carinho” na forma como as coisas são ditas para afirmar que uma coisa é outra, pode funcionar em alguns casos mais particulares, mas dificilmente em assuntos de Estado. Há cargos que implicam alguma reserva, contenção e preparação do que se vai dizer. Assim como há momentos, circunstâncias que apelam ao mesmo. Se há quem discorde disso, então não deve buscar esses cargos e meter-se em tais embaraços. Porque nem tudo é uma tertúlia de amigos ou de comentadores televisivos.

Mas eu sou muito radical nestas coisas, ainda acredito que as palavras valem alguma coisa e que nem tudo é pós-modernizável, relativizável, explicável pelo “contexto”.

selfie

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.