Neofutebolês

Estando Jorge Jesus, Manuel Machado e Gabriel Alves ainda no activo é naturalmente difícil aos comentadores desportivos do Euro destacarem-se pela forma de tratar a língua futebolesa. No entanto, para além de uma geração que tentou levar há uns anos o futebolês ao pós-estruturalismo saussuriano (Luís de Freitas Lobo), temos agora o multi-verbalismo gago (João Rosado, o homem que perde mais tempo a transmitir as ideias mais simples) e o pós-modernismo total dos comentadores residentes dos jogos na RTP (ajudem-me com os nomes…) para quem todos os avançados são “letais”, mesmo que acabem o jogo sem acertarem na baliza uma vez, e o futebol passou a ser “associativo” e “combinativo”. A sério que saudades dos relatos radiofónicos de quem sabia ao que andava, sem peneiras desnecessárias e sem pensar que são quaresmas do vocabulário.

kid-hit-in-head-with-ball

One thought on “Neofutebolês

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.