Demagogia da Pior

A inclusão é algo muito diferente de querer reduzir apoios específicos e embaratecer o enquadramento dos alunos NEE. E, com toda a sinceridade, acho que esta secretária de Estado fala do que não percebe, apesar das aparências parecerem indicar exactamente o contrário. A pior demagogia é a que se aproveita do próprio estatuto para reclamar autoridade sobre um tema tão sensível como este. E percebe-se o truque ainda melhor quando se vê que não avança com declarações destas nenhum dos governantes da área da Educação, mas esta secretária de Estado em particular, sem qualquer tutela sobre o sector. Quem ousará levantar a voz?

Mas, já agora, quem mede a profundidade da “deficiência”? Alguém da confiança do pessoal político? Porque nos professores e em outros técnicos existentes nas escolas já se percebeu que não confiam, considerando-os impenitentes segregadores.

Vou poupar nas imprecações que me ocorrem, porque já se sabe que este é daqueles temas em que fica mal estar-se contra tanta sensibilidade. Quando tudo não passa de mais uma estratégia da lógica low cost (de que a lei 3/2008 foi o primeiro grande passo do PS nesta matéria) aplicada aos alunos mais necessitados. Tudo disfarçado com uma retórica de boas intenções que revolta.

Haddock

12 thoughts on “Demagogia da Pior

  1. Os CEI são uma fraude, que engana miúdos e famílias e alimentam os privados para onde os putos são despejados quando não estão na escola.
    Ainda bem que a secretária de Estado tem coragem de denunciar a situação.

    Gostar

    1. Generalizar é dizer merd@.
      Não disseste nada.
      A secretaria de Estado também não.
      Um tipo lá por ser marreto não quer dizer que perceba pevas de inclusão.
      O que os “ceguinhos” esquecem é que o DL N.º 3/2008, de 7 de janeiro, entrou em vigor, a meio de um ano lectivo sem qualquer discussão pública.
      O 319 desapareceu na altura e deixou de existir qualquer medida intermédia.
      Quem foi consultado?
      Os professores?
      Ou os inoxidáveis do Ministério que são como camaleões e mudam de cor conforme o Governo.
      Sabes querida estive no Ministério da Educação não me obrigues a abrir a boca.
      És professora de quê?
      A secretária de Estado não sabe ao que anda.
      PONTO!
      Se tiver paciência ainda escrevo um artigo no fim de semana.

      Gostar

      1. Após o 3/2008 ter entrado em vigor as escolas começaram a ser visitadas por equipas.

        Giro, giro é após ter saído do Ministério ter-me cruzado com uma colega que pertenceu a uma dessa equipas e que andou a “visitar” as escolas com outra colega que não percebia nada de Educação Especial e tinha recebido ordens/metas para reduzir os NEE de cada escola em 5%.

        Não generalizes, também querida?

        O que tinha a dizer já disse querida:

        <i<Agosto 2, 2011
        O Livresco Amofinou-se!
        Posted by Paulo Guinote under DRE, Opiniões
        [72] Comments
        (…)
        https://educar.wordpress.com/2011/08/02/o-livresco-amofinou-se/

        É só “ceguinhos”.

        Gostar

    2. Alimentam os privados??? Não percebo a sua experiência… na minha escola permanecem o tempo todo que querem e têm uma carga horária equivalente à dos restantes alunos.

      Como os CEI são “desenhados” é outro campeonato.
      Mas o que a SE denunciou tem outra intenção, errada em muitos casos, que é obrigar alunos com evidentes problemas cognitivos a estar numa sala de aula em que se apercebem de não conseguir acompanhar os colegas.

      Gostar

  2. Se os alunos têm CEI, é porque não conseguem aceder ao currículo regular e porque isso se tornou evidente depois de se terem aplicado as medidas menos restritivas previstas no 3/2008.

    Ninguém anda nas escolas a colocar alunos em CEI por desfastio, até porque estes alunos consomem recursos que sempre escasseiam nas escolas, como todos sabemos.

    Agora, se estes alunos não são capazes de aceder ao currículo, talvez fosse bom pensar, e é para isso que pagamos aos políticos, que o currículo não é o adequado à educação inclusiva que afirmam defender.

    Que tal fazerem a parte deles, em vez de verem o problema apenas nos alunos, nas escolas e nos professores?

    A minha posição: https://escolapt.wordpress.com/2016/07/15/a-falsa-inclusao/

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.