Plataformas

Electrónicas. Agora tudo parece ter de ser feito em sistemas digitais crescentemente complexos (e vulneráveis), onde se acumula uma imensidade de informação. Quando funcionam, são óptimas. Quando são desenhadas a mando de tiospatinhas e colocadas em versão beta a testar pelos seus utilizadores para ver onde andam os bugs são uma lástima.

Na área da Educação, agora quase tudo é regido por plataformas que, em nome da autonomia, liberdade e eficácia, centralizam todos os procedimentos e funcionam como aparatos de total controlo à distância da vida das escolas. Consta que agora há uma para matrículas que, como outras, terá chegado às ditas escolas mal amanhadinha e a ver se destrói a paciência do pessoal que a tem de usar. Não sou dt, não passei por esse martírio, nem tive de verificar todas as especificações técnicas necessárias para a maquinaria funcionar, mas já ouvi e li descrições dignas de um castigo de tântalo.

Porque um ano lectivo nunca está verdadeiramente completo sem um petisco destes.

Tantalus

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.