Tough Crowd

Já percebi que o pessoal que passa aqui está longe de ter a veneração que eu tenho pelo grande Declan Patrick, mas eu mantenho que ele é um dos poucos génios da música pop e afins em exercício contínuo desde finais dos anos 70. Agora também em livro de memórias que alguém considerou “demasiado inteligente para o seu próprio bem”.

Foto0137Para os mais tradicionalistas que têm dúvidas musicais sobre o esposo da Diana Krall (dessa aposto que já gostam…) deixo-vos uma pérola absoluta.

(quem não gosta disto é porque foi administrador do bes, cgd ou bpn…)

Finalmente?

Processos de Descentralização em Educação

Sabem a parte mais gira? Metade da minha comunicação desapareceu… pura e simplesmente. Desapareceram quadros, texto e bibliografia. Ao que está no início da página 91 deste pdf seguia-se o essencial da demonstração da minha posição num texto de que eu tenho a versão revista pelos próprios serviços do CNE. Estou pra aperceber se foi apenas incompetência. Espero que sim.

CNEDEsc

Ted Talks

Ted Cruz é um radical convicto, com uma fortíssima componente religiosa, o representante à medida de muito do que foi o ímpeto inicial da facção Tea Party. Donald Trump é um oportunista convicto, radical apenas no sentido de um papel que ele representa por saber que agrada a um eleitorado americano cada vez mais anti-sistémico. Ted Cruz tem um trajecto político tradicional, um cursus honorum à americana, enquanto Trump é a sua antítese, um tipo que concorreu nas primárias republicanas como poderia ter concorrido nas do Partido Democrata. O discurso de Ted Cruz na convenção republicana é a reacção coerente de alguém que acha que Trump não passa de um oportunista pragmático que tomou o Partido Republicano de assalto para servir os seus interesses pessoais e que não tem convicções políticas firmes. Porque Ted Cruz é muito mais fundamentalista do que Trump e sempre se gabou de nunca ter entrado em compromissos com a administração Obama, enquanto Trump já chegou a ser contribuinte de campanhas dos Clintons.  A entrada de Trump na sala da convenção para tentar acabar com o (muito bom, gostemos do personagem ou não) discurso de Ted Cruz foi apenas mais um episódio de um intenso conflito político-pessoal entre uma perigosa coerência política radical e um perigoso oportunismo populista.

TedCruz