Fazer Mais…

com menos gente, mais velha e pior (menos bem, diz quem sabe muito de gramática) paga. A grande conquista d@s ministr@s da Educação dos últimos 15 anos, um traço que unifica políticas que se dizem muito diferentes. Com o passar do tempo, há traços diferenciadores que se perdem ao olhar. Assim como perdemos os colegas mais novos, aqueles que traziam sempre mais alegria à sala dos professores e agora, quanto muito, trazem o peso e o desespero de terem de andar por duas e três escolas para conseguirem um horário, tudo em nome da eficácia financeira, conseguida poupando tostões, defendida pelos que nos afundam aos milhares de milhões.

Em outros tempos, perderia tempo a demonstrar coisas e a fundamentar opiniões. Agora, que tenho a certeza da inutilidade de uma discussão racional sobre estas questões, apenas quero que adormeçam tod@s no mesmo cantinho do céu dos ditosos, bem aconchegadinh@s, assim em conchinha.

Zepov

13 thoughts on “Fazer Mais…

  1. Conseguiram o pretendido :
    “Correr” … chatear até ao limite os mais velhos ( melhor pagos ) e ocupar os lugares com colegas congelados ( que ainda não conseguiram pirar-se, mudar regras de aposentação,etc)
    A Milú / Sócrates não fizeram outra coisa.
    Aos mais novos,apenas resta o privado ( onde tb não têm/terão futuro ).
    O dia a dia ?
    Toca a reunir, toca a definir o sexo dos anjos ,qualquer dia a qualquer hora.
    É o chamado f—do e mal pago.
    E o ambiente escolar ? E a sala de Professores ? E os alunos ? Querem lá eles saber …
    Felizmente,já consegui dar à sola .
    Mas a minha solidariedade é total !!!!

    Gostar

    1. Só os esfomeados vivem obsecados com a comida.
      Não admitir erros não tem que rimar com idiotices de género, mas há seres que vivem felizes sob um manto fálico…são os chamados F…dilhões de Apolo. 🙂

      Gostar

      1. O que é estar “obsecado”?

        Eu, por acaso, discordo da ditadura do mais bem em vez do melhor (no que leio não vejo que exista erro absoluto, mas apenas uma “melhor” ou “pior” adequação, conformwe os especialistas), mas não sou linguista. Embora não me custe corrigir o eventual erro.

        Agora… cuidado com os “abcessos”.

        Gostar

  2. 🙂 a nódoa não escolhe panos!
    E estender a mão à palmatória engrandece-nos. Assim me sinto.
    Não quis menorizar ninguém, acredite, mas aquele seu amigo saltou as baias.
    Sobre o “melhor” sabemos que é o comparativo de “bom” e “mais bem” o comparativo de “bem” e que assume a forma de “melhor” apenas quando modifica o verbo em tempo simples: ele agora vê melhor(mais bem).
    Quando o advérbio “bem” antecede o particípio passado – o adjetivo verbal – a expressão a utilizar é “mais bem”. Está é a regra.
    Peço-lhe desculpa, porque também ensina português, acho eu, e não quero ensinar-lhe nada. Nem a si, nem a ninguém. Quase 40 anos bastaram-me.
    Saudações

    Gostar

    1. Cara sweetadriana ,

      Só para esclarecer : os meus comentários ,são meus !
      Guinote à parte ! Nada com este “filme “.
      Reconheço ser autor de umas graçolas ordinárias . Em boa hora !!! Nada arrependido !!!!
      Aparecer aqui ,a Prof ª. Doutora sweetadriana , com “ar ” de superioridade …a dar lições…
      Já agora – as suas graçolas tb são “finas “.
      Final feliz :
      Sempre,mas sempre igual …azar,azarina … e calinada de tão Ilustre Prof ª. Doutora. :)))))

      …” a nódoa não escolhe panos ! “…no seu caso será mais o ” Pó de Talco” !

      Saudações cordiais.

      Gostar

  3. Senhor Magalhães, não sou doutora!
    Escusado seria explicar-lhe que não percebi a segunda metade do seu texto. É demasiado complexo para o meu entendimento. Problema meu, obviamente.
    E não meta ao barulho o prof.Guinote.
    Boa tarde

    Gostar

  4. “Em outros tempos, perderia tempo a demonstrar coisas e a fundamentar opiniões. Agora, que tenho a certeza da inutilidade de uma discussão racional sobre estas questões, apenas quero que adormeçam tod@s no mesmo cantinho do céu dos ditosos, bem aconchegadinh@s, assim em conchinha.”

    Eu ainda perdi 2 horas… não que isso interesse, aliás, é triste ver o que realmente interessa ao corpo docente…

    http://www.comregras.com/em-10-anos-quem-perdeu-mais-professores-publico-ou-privado-qual-o-ministro-que-cortou-mais-professores/

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.