Cansaço

Uma amiga escrevia-me em comentário que gostava muito mais quando eu escrevia praticamente em exclusivo sobre Educação. Compreendo, mas foram diversos anos a escrever de forma diária e ficou pouco por explicar sobre a forma como vejo as coisas, pelo que agora só escrevo – para evitar repetir-me mais uma e outra vez – algo se tiver uma motivação imediata directa, como aconteceu com as verdascadas formativas sobre o sucesso. Da mesma forma, cada vez tenho menor interesse em participar em iniciativas  que se limitem a repetir o que já foi dito e redito. Fica-me mais tempo para a Educação em si, no concreto, e desaparece-me parte da sensação de estar a falar/escrever para as paredes. Mesmo quando têm rosto.

tirinha_tecnologia_sala_de_aula1

15 thoughts on “Cansaço

  1. Verdade se diga gosto mais quando escreves sobre assuntos não relacionados com a Educação.
    Dá gosto ler-te no meio da porcaria inquinada escrita por pseudo comentadores de treta.
    Vir aqui ler-te é um bálsamo para a alma no meio do deserto intelectual…
    Para mim é um dos melhores cronistas do reino.
    Vou voltar à carga na pesquisa sobre Educação após um enfado de um mês.
    Pergunto é como os cromos de merd@ deste políticos me tiraram o gosto pela profissão.
    Continuo a ser profissional mas cada vez mais enfadado…

    Gostar

  2. DE qualquer modo sei que vai a Torres Novas, na Segunda, dia 5, para falar de educação. Não sendo eu de lá, vou por lá estar, até pelo Licínio Lima, e espero ouvi-lo, também. Como vê, ainda tem pachorra para andar a pregar a paredes …. e , pior, pergunto-me se os próprios professores o ouvem, de facto. Em especial , naquela zona onde já titilam com a ideia das escolas passarem para a Câmara. E foi esta quem organizou este encontro e o do ano passado. Nada que já não deva saber. Aliás, recentemente o Verdasca também lá foi e gostaram muito…..

    Gostar

    1. Sim… vou mesmo com serviço na escola de manhã e tarde. Mas vou para dizer o que penso da lógica Low Cost da Educação e dos truques relacionados com a municipalização… Não vai ser nada “fofinho”.

      No dia do debate do CNE sobre o tema também fui o último a falar, mas desta vez é mesmo porque não posso ir mais cedo. Se existirem “actas” (eu sei que não) espero não ter o “azar” que tive com o outro “evento”.

      Gostar

  3. Que posso dizer? Que venho aqui regularmente e que dou por mim, a propósito de uma qualquer notícia, a pensar…o que dirá o Guinote disto? E não é que muitas vezes lá encontro aquilo de que estou à espera?
    Reconheço-lhe lucidez, acutilância e independência. Talvez lhe deva dizer que o considero uma voz indispensável. Quanto a mim…pode falar do que lhe apetecer!!! 🙂

    Gostar

  4. Há sempre quem diga “água mole em pedra dura”…Pois é! O problema é que muitas vezes dá vontade de fechar a torneira porque, além do cansaço, fica-se com uma conta de água monumental…
    Mas há um assunto, que não é tratado aqui há bastante tempo, que poderia merecer um comentário. Refiro-me ao modelo de gestão, particularmente ao método de recrutamento dos diretores. Há dois casos recentes que, quanto a mim, são demonstrativos da iniquidade do regime e da manipulação que permite. Refiro-me aos acontecimentos no Agrupamento de Escolas Coimbra Centro e na Escola Profissional Pública de Vagos (curiosamente ligados entre si…). Estes eu conheço. Mas, por esse país fora, devem existir mais bastantes mais.

    Gostar

    1. Discordo do modelo que se presta muito a estruturas clientelares e nepóticas de poder. O que dizer mais? Que ninguém, mesmo na área da “geringonça” defende de forma activa a mudança do modelo unipessoal com recrutamento à medida dos interesses exclusivos do ME ou – em alguns locais – de “interesses locais” pouco claros?

      Gostar

  5. Não é só o modelo unipessoal. É o método em si. A começar pela composição dos conselhos de escola/agrupamento. E, depois a concentração de poderes e competências. Na área da “geringonça” não há, de certeza, simpatias pelo sistema. O que não foi ainda, e terá de ser, é considerado como prioridade. E até podia ser, já que tem muito poucas implicações orçamentais, por isso não haveria desculpa. É preciso saber, é claro, qual a posição do Governo/PS – penso que a atual equipa ministerial não exprimiu, até agora, nnenhuma. Nos programas do PCP e do BE estão medidas como a extinção dos mega-agrupamentos, que terão de percorrer um caminho muito mais difícil.
    No entanto, penso que o conhecimento público de situações como as que citei poderá talvez colocar sérias dúvidas sobre o funcionamento do sistema, e não apenas em termos abstractos

    Gostar

    1. Levei meses e anos a contestar a forma de constituir o actual CGeral, que acho incompatível com a Lei de Bases do Sistema Educativo, Mas mesmo em tempos de MLR, a maioria do PSD estava a favor e esse era dos temas em que não havia conflito. O que “estranho” é que os apoios da geringonça educativa (PCP, BE) tenham deixado cair discretamente estas causas… embora constasse que talvez se preparasse uma espécie de “troca” com a municipalização… mas… nada até agora.

      Gostar

    1. Basicamente relata o que se está a passar. mas há ali uma ou outra deturpaçãozinha. E a história da renúncia do indigitado para presidir á CAP está, segundo me informei, mal contada.

      Gostar

      1. Há um imenso ‘diz que diz’ velado sobre toda esta questão. Mas maior e pior, quanto a mim, é o silêncio de quase todos os intervenientes, no dia a dia e também em alturas específicas, da comunidade, representada em modo sui generis pelo Conselho Geral.

        Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.