Muito In

Comentava há pouco uma colega o quanto é interessante dar-se aulas numa zona in, com elevado interesse mediático, pois perto da hora de almoço, ali a uns 500 metros ou pouco mais, um cidadão decidiu receber uma intimação judicial à machadada, tendo acabado defunto após reacção policial, acabando tudo servido com prolongada cobertura pela CMTV do aparato nos dois amplos ecrãs do restaurante onde fomos almoçar no período inter-reuniões.

hatchet-in-hand

2 thoughts on “Muito In

  1. Hoje, na fisioterapia, estive a ouvir a quantidade de mortos em comum que uma funcionária dos CHUC tinha em comum com as suas colegas e também com outras pessoas. E nos finalmente, como comparticipam flores, para mortos familiares de colegas, a coisa estava a ficar pesada … e cara.
    Não tem a ver mas também não é grave.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.