O Pobre Ulrico

Vê-lo a perorar depois da assembleia geral do bêpêí como se mandasse em alguma coisa, quando são os espanhóis e os angolanos que têm o capital quase todo e o deixam lá estar como uma espécie de espanta-espíritos só não é penoso porque é daquelas criaturas de que desgosto com alguma intensidade. Não muita, porque também não merece mais do que um rodapé na história dos nossos liberais com dinheiro alheio.

clown

Contaminação

Há uma parte do PS que tem em relação a Sócrates a mesma atitude que grande parte da nossa esquerda tem em relação a Lula da Silva ou muita da nossa direita em relação aos isaltinos e valentins. Há os que acreditam com Fé na palavra dos senhores, mesmo que qualquer razão não lhes acuda e há os parecem considerar que labirintos menos claros dos processos judiciais e a dificuldade em produzir prova capaz de entrar pelos olhos do mais cego podem apagar os actos praticados (a que nos devemos referir sempre como “eventuais”) sem rasto.

Parvo

Contos de Fadas

Há coisa de 30 anos li o Bruno Bettelheim e o Vladimir Propp (a deriva pelo imaginário medieval levou-me a isso e muito mais) e quase acreditei que as histórias dos filmes da Disney eram verdadeiras e que o Bem, após as adequadas provações, venceria o Mal. Claro que não, aquilo é só para a malta ficar a entreter-se no esforço, acreditando que no fim há um pote com ovos de ouro e uma canja de galinha com todos. Mas há pequenos momentos em que quase…

fadas

Inversão

O ex-PM e homem de Estado Pedro decidiu que, afinal, não ficaria bem à sua nova imagem de menino de coro apresentar o livro picante do arquitecto Saraiva. Confesso que um acto de cobardia para corrigir um de inconsciente gratidão não resolve grande coisa.

Passos