Público Inclinado

Eu sei que o que é afirmado no título é factualmente correcto. Como me parece igualmente factual considerar que a sua escolha está longe de ser inocente e me fazer lembrar outros tempos. Claro que há critérios editoriais… uns assim, outros assado.

Já agora… factualmente… o horário dos professores é de 1100 minutos e não de 22 horas ou tempos lectivos. Se forem aulas de 45 minutos, são 24 horas lectivas e ainda sobram uns minutos que depois se têm de compensar mês a mês ou período a período.  E ainda factualmente… há horários de presença na escola com apoios (individuais e em grupo), tutorias (os lotes de 10, com ou sem divisões), cargos e outras actividades com 26, 27 ou mesmo mais horas lá marcadas. E tudo controlado ao minuto com sumários digitais.

Haveria mais coisas factuais a comentar, mas… já não estou para me ralar com isso. Por enquanto. Enquanto o cheiro a esturro ainda vai só no adro. Até porque faltou a comparação com o privado. Em que acredito que é só horários mais do que completos.

E aguardo com natural impaciência notícias sobre a assiduidade dos professores.

Mascara

7 thoughts on “Público Inclinado

  1. Parece-me aceitável que quanto mais velho menos trabalho. Já houve tempo em que a redução começava aos 40 anos. E essa profissão desgasta c’mó c&%@£?0!

    Gostar

  2. Alguns “horários reduzidos” podem ser simplesmente horários incompletos de professores contratados.
    E outros são o que se sabe, reduções do ECD e insuficiências de componente lectiva. Mas nestes casos o que reduz não é o horário, que continua a ter os mesmos tempos, mas sim a componente lectiva.
    Em todo o caso, a encomenda segue o seu destino. O trabalhinho está feito com a aposição do título.
    Como explico em https://escolapt.wordpress.com/2016/10/03/os-professores-com-horario-reduzido/

    Gostar

  3. A contabilidade criativa e o professorzeco tarefeiro – nada mais do que isto! – esta foi a “valorização” docente do presente século…

    Lembro as discussões de há uns bons anos atrás quando determinados ditos empresários descontavam no tempo de trabalho a ida ao wc…
    … com os professores, conseguiu-se ir mais longe que isto… não conta no horário de trabalho o tempo que, estando na escola em funções, vai ao wc, abre e fecha portas, sobe/desce escadas e muda de pavilhões (salas), carrega materiais, tira dúvidas e ajuda os seus alunos, fala com jovens/ acalma ânimos e interfere em disputas e comportamentos nos intervalos, vai à secretaria / à direcção/ à psicóloga ao gabinete de apoio ao aluno…
    Mas também não contam as inúmeras reuniões (veja-se ao que se chegou) de CT, pais, grupo, departamentos,…, com as mais diversificadas e fantasiosas ordens de trabalho que cobrem este mundo e o outro…
    Como se não fosse já suficientemente mau, ainda se entopem (pela noite dentro, sábados, domingos e feriados) endereços electrónicos com relatórios, actas, pareceres, documentos, discussões, participações, informações, acções,…, obviamente para ver/analisar/responder em casa pois que no horário de trabalho não constam tempos para tal – o que mais não traduz do que o não contabilizar de outras, muitas mais, reuniões que afinal, com tanta articulação horizontal/ vertical/transversal/oblíqua/”multiqualquercoisa”…, seriam necessárias…
    Mas consegue-se ir ainda mais longe e fazer (ilegalmente mas a que se fecham todos os olhinhos) com que professores que leccionam turmas de profissionais, cef´s, os felizmente quase no fim vocacionais e outras que tais, que por motivos de internamento/ doença e outras situações previstas na lei tenham que repor à borla, e sem mais aulas – se necessário com aumento do horário de trabalho semanal, (reposição, veja-se lá, correspondente até aos tempos de dias em que não recebeu vencimento)…
    e a tal de formação… que no privado é da responsabilidade/ no horário de trabalho e paga pelo empregador… se quiserem (os professorzecos) que a paguem… e como as horinhas dificilmente cabem em horários aos minutos, em que nem todos os minutos servem … façam-na para além do horário de trabalho, sábados e domingos…

    muita má fé, muita interpretação incompetente e muita contabilidade criativa tal e qual o gordo seboso e ganancioso explorador merceeiro que se intitula de empresário inovador…

    Gostar

  4. Eu respondo a J.F. cujo comentário me deixou de rastos só de o ler.

    Agora ponham o que está escrito em movimento e vejam que raio de escola é esta em que se corre para todo o lado e por todo o lado e se perde um tempo estéril só para se estar em movimento, também ele estéril.

    Eu, se fosse aluna e jovem observadora, diria que os professores ensandeceram e que ainda se queixam dos alunos hiperactivos e/ou com déficit de atenção.

    Está tudo louco!!
    E ninguém desta nova equipa da educação vê ou sabe ou quer ver.

    Gostar

    1. Eles veem, eles sabem, apenas não querem saber! (Há é que manter todas aquelas estruturas gigantes… e muitos interesses).
      As novas equipas de pouco interessam que o controle e a decisão está mesmo nas velhas/ sedimentadas e sinuosas/ ocultas e poderosas equipas e interesses que se vão perpetuando!

      Gostar

  5. Quando comprei o jornal e li a primeira página, ia-me dando uma coisinha má! Escusado será dizer que disparei e disparatei em voz alta e fiz questão de desmontar o esquema. Aliás, uma “ouvinte” fez esta constatação: “Então, não têm redução nenhuma, pois continuam a trabalhar com alun@s!”
    Cada vez menos aprecio as notícias de Clara Viana e cada vez mais questiono as escolhas ou opções editoriais! Tanto mais sendo mulheres que de uma de outra forma estiveram relacionadas com a educação. Além de nos deixarem ficar mal, parece que seguem o ditado “Ganha fama e deita-te na cama”!
    Bolas para isto! “Também tu, Público? “

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.