Envelhecimento Docente

Um fenómeno evidente e que ainda bem que vai tendo direito a alguma atenção pública, embora, infelizmente, parte dela suscitada por alguns dos actores activos nas políticas que a ele conduziram. Até poderíamos agradecer a mudança de opinião se isso viesse acompanhado de alguma admissão da falta de visão (e não apenas do canónico “foi a troika”, porque não é verdade) e não por algo que quase parece acusar as pessoas de irem envelhecendo. Não foram os professores que tornaram as condições de aposentação indignas para quem trabalha, por exemplo, há 30 anos ou mais e para ir embora leva pouco mais de meio salário que o resto leva o espírito santo. Nem foram eles que fecharam os quadros desde 2009, abrindo-os extraordinariamente a gosto e precarizando ao extremo a situação dos que já nem sequer são novos, porque andar-se ao deus-dará com 40 e mais anos e 10, 15 ou 20 de serviço só serve para humedecer as projecções dos estudos dos nossos economistas da Educação de trazer por causa com executive summary para parecer coisa do mais mediano e pedestre que se faz lá fora.

up+main

2 thoughts on “Envelhecimento Docente

  1. Tiro certeiro. Para situar o problema nos devidos parâmetros – quer dizer, políticos. Ou não fosse ele o resultado das sucessivas políticas miserabilistas que se abateram sobre a educação.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.