Preconceito Adjectivado

Admito. Confesso. Sou um preconceituoso assumido. Invade-me um preconceito inultrapassável, intransponível, irredutível, indelével, quiçá irrevogável.

Não suporto a grande maioria dos colaboracionistas no regime educacional socretino, em especial os do ciclo rodriguista em que merdejaram, desculpem, medraram os capuchas, verdascas, sebastiões, abrantes, no aparelho político-administrativo ou académico-inspectivo-avaliativo, sempre dispostos a prestarem mais uma pázada de terra para o enterro de toda uma classe profissional que cometeu o pecado de não querer ser terraplanada a gosto. Teóricos do coitadinhismo educacional, falsos defensores dos pobres e desvalidos, arrogantes aparachicos (conceito a desenvolver em breve) de um regime caudilhista e passionário, democratas do modelo único da obediência, que andam por aí a cuidar da constrição e apagamento da memória colectiva, orientando investigações em elogio próprio, agora já em defesa de consensos e compromissos, de diálogos e pontes hipócritas.

Está bem assim como confissão?

Qual a minha penitência? Não chega continuar a vê-los a andar por aí como se nada tivesse sido e ainda assistir ao troca-tintismo de uns quantos outros despudorados?

apparatchik

5 opiniões sobre “Preconceito Adjectivado

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.