Indisciplina

Novo estudo, velhas constatações, escassas novidades. Mas dá sempre para títulos do caraças como o do Observador. Para variar, condiciona-se a opinião pública com parangonas, sem disponibilizar o acesso aos dados de base do estudo.

Como remediar algo que parece endémico?

Prevenção do fenómeno para reduzir a sua incidência, celeridade na intervenção para que os actos não pareçam ficar impunes, redução das contemporizações contextualizadoras do tipo “o agressor é também uma vítima” porque isso é uma agressão para as as verdadeiras vítimas.

sala-de-aula-no-brasil

 

Anúncios

5 thoughts on “Indisciplina

  1. O estudo é uma vergonha do ponto de vista de metodologia rigorosa em termos de Ciências Sociais. Quer do ponto de vista de recolha de dados, análise da população, tratamento dos resultados e integração com o sistema micro em cada escola da relação docente-discente em termos de disciplina(isto é, a legislação e a maneira como esta é implementada).
    Não digo mais nada pois tentarei dizer isto a um dos “mandantes” do estudo, pessoalmente. Se ele quiser é claro, o que duvido. Outros tempos.

  2. Proponho o tratamento correlativo das vari´veis, mas ao contrário. Para demonstrar a seguinte hipótese: “quanto maior for a indisciplina nas aulas, maior o envelhecimento dos professores”. Creio que o pessoal lá do aQeduto fará um jeitinho. Deve haver dinheiro para isso.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s