As Tribos Modernas

Reagem de forma mais selvagem do que as antigas, não por sentirem um seu membro ameaçado, mas porque acham que lhes estão a negar o pão nosso de todo o dia se alguém criticar a inconsistência entre a teoria e a prática. Num momento em que as esquerdas ditas “alternativas” ou “radicais” têm uma hipótese de moralizarem um pouco a vida pública, preferem atirar sobre quem fala nisso do que praticar os credos proclamados anos a fio. Seria triste se não fosse de esperar e se não ficassem reféns de chantagens de um PS cada vez menos incomodado com práticas que se queriam de outrora. A real politil dos interesses sobrepõe-se a qualquer pretensão ética. Não são apenas os autarcas impunes, os gestores da caixa omissos ou os casos mais mediáticos de licenciaturas virtuais. É o princípio de alguma acomodação à vidinha do quid pro quo.

hienas

Anúncios

5 thoughts on “As Tribos Modernas

  1. “Num momento em que as esquerdas ditas “alternativas” ou “radicais” têm uma hipótese de moralizarem um pouco a vida pública, preferem atirar sobre quem fala nisso do que praticar os credos proclamados anos a fio. Seria triste se não fosse de esperar e se não ficassem reféns de chantagens de um PS”

    A “hipótese” é limitada, infelizmente.
    E, perante a “hipótese” de um “arco central governativo”, apadrinhada e em construção por tantos, incluindo o PR, muita gente até ” deixa passar”.

    Se as esquerdas ditas “alternativas” ou “radicais” tivessem hipóteses interna e externa, a coisa moralizava não 1 pouco mas bastante.

    Mas esta é a realidade que temos por agora.

    Talvez os “marxistas ortodoxos” de 2ª ou 3ª categorias tenham ensinado de modo diferente – uns enveredando pelas 3ª vias; outros enveredando por a” revolução avança a todo o vapor ou morre”.
    A ingenuidade está presente em ambas as abordagens.

    1. A nanda continua, ao fim de tantos anos, a não entender textos simples. É pena. Não fui ensinado por essas tendências… tive um professor que gozava com isso. Estás aqui, estás no sítio do costume.

    1. Pelo menos não falsifico identidades nem deturpo voluntariamente o que outros escreveram.
      Se a nandinha quer democracia, deixe lá entrar quem lhe cuspa no átrio ou na sala.
      Se existisse vergonha, nem aqui aparecia depois de tudo o que escreveu sobre mim em blogues anónimos, como se fosse uma qualquer “abrantes”.

      Isto não é uma discordância político-ideológica. Apenas um fosso enorme no plano ético.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s