Explicações

O documento chegou-me ontem, embora não esteja datado. Acerca do tema explicações, muito haveria a dizer, mas nunca de forma desarticulada de todo o mundo nem sempre claro dos centros de estudos e coisas assim. Nunca dei explicações, se exceptuar, há quase 30 anos, a irmã de uma amiga minha de Faculdade que tentava fazer os exames do 12º ano. Mas acho que é uma actividade como muitas outras, legítima, desde que desenvolvida com um mínimo de ética. O que nem sempre acontece. Relembro, neste caso há mais de 30 anos, uma das minhas melhores professoras do Secundário que nos aterrorizava nas aulas, antes de sugerir que frequentássemos as suas explicações. penso que nos demos muito melhor depois de eu lhe ter respondido que não lhe pagava para que ela fizesse o trabalho que deveria fazer nas aulas. Curiosamente, foi a única professora que visitei nas suas aulas, depois de estar na Faculdade. Sei bem até que ponto há zonas cinzentas em tudo isto e que alguma moralização (ainda) é necessária. A qual deveria ser extensível a quadros do ME que – vamos dizer que em tempos, quando as vacas eram mais gordas, embora agora ainda tenham alguma coisa para as leiteiras certas, mais na área do sucesso, quiçá – recebem para dar, por exemplo, formação em matérias que fazem parte das suas funções de apoio às escolas. Entre outros pormaiores particulares.

explica1explica2

Anúncios

8 thoughts on “Explicações

  1. Presume o documento que só há um problema: o de dar explicações a alunos da mesma escola , da mesma turma. E pressupõe que todos os que o fazem estão registados nas Finanças. Há imensos professores que conseguem a arte de acumular dezenas de alunos, sim, eu disse dezenas, depois de darem aulas, no oficial e irem ganhar muitos trocos extras. Resultado: o que gosto de ver é toda a gente saber mas aceitar, e falo de lugares onde toda a gente se conhece, que os professores que o fazem se desleixam nas aulas, os testes a não serem entregues numa data razoável, corrigidos, e não, não percebo como uns têm tanto tempo para tal e outros recusam, ou ensandeciam. Nunca dei explicações. Talvez porque com 8 turmas, 3 níveis e “burrocracia” e indisciplina não me fazem optar pela marosca de receber extras e não os dar a conhecer às Finanças. Estes são os professores que …estão sempre muito cansados e moram do outro lado da escola. No dia em que se registarem nas Finanças com esta actividade extra , terão o meu respeito.

      1. Nada de ingenuidade, como sabe. Mesmo com aspas. A mim não me preocupa que os alunos recorram a explicações. Isso é entre eles, e os pais que acham que os rebentos têm de ter colinho até mesmo no ensino universitário. Não, o que me chama à atenção deste documento é o vir agora, o porquê de agora e para quê. E não se dizer preto no branco que as explicações são também uma acumulação de serviço que deveria ser registada nas Finanças.

    1. “ERS” nunca deu explicações, nem tem competências para o efeito! A sua expressão escrita, o registo e a gíria são similares às utilizadas por Contabilistas e/ou funcionários da AT. Crítica gratuita a denegrir publicamente docentes.

  2. Incompatibilidade é…. dar explicações a alunos da mesma escola ou agrupamento.
    Compatibilidade é… dar explicações a alunos da outra escola e poder corrigir-lhe o exame nacional.

  3. Ainda hoje, enquanto espairecia a mente e relaxava o corpo durante um curto intervalo, me veio este assunto ao pensamento. É certo que não propriamente o caso aqui relatado, mais direcionado, penso, para alun@s mais velh@s, mas outro que com isto está relacionado: o uso e abuso da frequência dos centros de estudo e de explicador@s (??) por parte d@s alun@s desde muito nov@s (do 1º ciclo e qualquer dia também do Pré-escolar!). Numa turma, chega a ser rar@ @ alun@ que não os frequente ou não @s tenha!!

    Este outro “tipo de explicações” leva a que raramente @ alun@ trabalhe por si própri@, se confronte com as suas dificuldades e procure estratégias para as resolver e/ou as coloque no local certo e à pessoa certa: a sala de aula e respetiv@ professor/a.

    Quando ganharão autonomia estas crianças e jovens? Quando lhes falhar ou faltar a “muleta”, como costumo dizer, quem lhes irá valer? Como irão reagir perante as adversidades, as dificuldades, a novidade, o excecional, se tiverem sempre quem lhes dê, de bandeja, as soluções, incapacitando-@s de pensar, decidir e agir pela sua cabeça?

    Claro que vem logo a teoria de que as famílias não têm com quem deixar os rebentos, que não têm idade para estarem sozinh@s em casa, que…, que…, ….

    Contudo, continuo a perguntar: perante esta vida social e familiar desregulada, que leva a este ponto, que futuro terão @s noss@s jovens?

  4. Caro ou cara Is: professores que dão explicações em casa, ao final do dia, ou noite, ou fim-de-semana, sem nada declararem para o Fisco, canalizadores que não passam recibo pois vêm à noite , para acumular com o emprego diurno, são as maravilhas dos Chicos Espertos. Não se preocupe cara/o IS . a) pode-se sempre denunciar ( e agora vai chamar-me o quê? 😉 ), b) repare que o “dono desta casa”, Paulo Guinote escreveu “Pois… há por aqui mais “ingenuidade” do que… outra coisa.”. A ingenuidade tem que ver com o facto de este aviso do governo não ter coragem de ir mais além.
    Obrigada pelo elogio quanto à minha gíria e à qualidade de escrita, perfeitamente de acordo com alguém que deve trabalhar na ASAE, ou, pior, que apenas existe para denegrir os professores. Uma chatice, uma pessegada, mas pode estar tranquila/o , IS, sei o que faço. E I rest my case. Não volto, mesmo que venha a responder. Sabe, gosto da hombridade dos poucos que, a darem explicações, assim estão registados com actividade extra. Manias, eu sei.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s