Desânimo

Petições a pedir as vinculações aos milhares que já se sabe que ninguém dará, nem com os vincos passados pelos ferros, porque promover uma petição sempre dá a sensação de se estar a lutar, quando não se quer fazer nada que desequilibre a geringonça, porque a Educação é a penúltima prioridade, só à frente do combate à corrupção e cunhismo, enquanto uma coligação esquisita de esquerda-chóninhas-delicodoce-que-até-dá-diabetes-só-de-os-ler, psicólogos-sás&sampaios e direita-de-valores-familiares-desde-que-não-tenha-a-filharada-por-perto-para-lhes-ocupar-tempo anda por aí a querer um manifesto contra os têpêcê, porque parece que traumatiza e mais vale pagar a quem os faça no átêéle ou como se chama quando as pessoas são mais diferenciadas. E a mim aborrece que se proíbam coisas, porque se assim fosse deveriam proibir a estupidez quotidiana e essa cresce mais do que o pibe da china em ano áureo. E essa mói-nos – a estupidez, não necessariamente a china – mesmo quando se arma em outra coisa, deveras sofisticada. Digamos que, tudo bem pesado, a petizada ainda tem salvação, os adultos é que já nem tanto assim. Em especial os que fingem que têm causas.

bosch-delights5

Anúncios

2 thoughts on “Desânimo

  1. Nem mais! Já comecei a sentir o mesmo há uns tempos e, por enquanto, entrar na sala de aula faz esquecer tudo o resto, ou melhor, todos os restos!!
    Muito bem escrito, de uma assentada ou não!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s