Substância

Estou na fase dos escritos autobiográficos da malta que me coloriu os ouvidos desde final dos anos 70. Alguns até escrevem bem, outros andam mais numa de ajustes de contas. O Morrissey acumula. O Springsteen tem lampejos, mas por vezes é apenas um exercício de eu-eu-eu. O Peter Hook lê-se bastante bem e confesso que nunca esperaria que guardasse tanta informação (já vai no 3º livro e este é um tijolo). De todos, até agora a Patti Smith e o Elvis Costello são os mais articulados e parecem ser os que têm menos nomes na lista negra e ressentimentos para exorcizar. Saiu há dias o livro do Johnny Marr… não sei bem até que ponto vale a pena ir ver a versão alternativa para a dissolução dos Smiths.

img_3162

Anúncios

2 thoughts on “Substância

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s