Os Têpêcê (Novamente)

Fica em seguida o meu depoimento completo para esta peça do Educare:

TPC: sim ou não? E por que razões?
Sou favorável ao recurso moderado aos trabalhos de casa, não achando razoável uma resposta absoluta para todos os níveis de ensino e disciplinas. Como professor de História recorro a eles numa perspectiva de pesquisa a médio prazo, em que solicito aos alunos que façam pesquisas sobre um determinado tema e elaborem pequenos trabalhos num horizonte de duas a três semanas. Como professor de Português, o mais comum é solicitar a leitura de textos a trabalhar em sala de aula ou apenas completar algum exercício que tivesse ficado por fazer em aula. Só em situações excepcionais peço trabalhos sem ser a alguns dias de distância e tento saber se os alunos já os têm de outras disciplinas.

Há os que defendem os TPC como forma de incutir métodos de estudo. Há os que dizem que os TPC tiram tempo de brincar às crianças e tempo de qualidade em família. Qual a sua opinião?
Tudo tem o seu meio termo e muito depende da metodologia. Acho importante que, por exemplo em disciplinas como Matemática, os alunos possam fazer exercícios fora da aula e depois possam colocar dúvidas aos professores acerca do que não entenderam. Ou nos primeiros anos, o pedido de exercícios de escrita e caligrafia, por muito conservador que isso possa parecer a alguns pedagogos do momento. Em outras disciplinas acho que, por vezes, se exagera no pedido de tarefas que deveriam ser desenvolvidas em sala de aula. Discordo radicalmente de exercícios como cópia de páginas de manuais para o caderno ou outras tarefas desse tipo.
O tempo para brincar pode sempre existir e não é uma hora por dia que o inviabilizará. Preocupa-me mais que muitos pais não tenham horários que lhes permitam ajudar os seus filhos e acompanhá-los nas tarefas escolares, algo que também pode ser encarado como “tempo de qualidade”.

Como deve a comunidade educativa abordar este assunto? Faz sentido repetir rotinas escolares em casa ou os TPC são fundamentais para consolidar aprendizagens?
Os trabalhos para casa são importantes para consolidar aprendizagens em algumas disciplinas e conteúdos e não como forma de “apresentar serviço” inconsequente. Deve ter um objectivo significativo para os alunos e devem ser integrados no trabalho em sala de aula e não como tarefa mecânica e destinada apenas a verificar se estão feitos ou não.

Alunos e pais queixam-se da sobrecarga dos TPC, os professores sentem-se sobrecarregados com os currículos. Poderá haver aqui um equilíbrio?
A sobrecarga de tarefas relaciona-se com o tempo disponível para as realizar. Lamento que se tenha abdicado de reclamar melhores condições laborais para os pais com crianças em idade escolar, em particular no Ensino Básico. Quanto ao currículo, ele sobrecarrega-me se me exigirem que leccione conteúdos equivalentes na extensão aos de há uma ou duas décadas e me derem pouco mais de metade do tempo que então tinha. O problema é a relação entre o tempo disponibilizado para cumprir determinado programa. E a solução tem sido, quase sem excepção, mesmo quando se multiplicam metas, encurtar os conteúdos e simplificá-los por forma a que seja possível “produzir sucesso”. As medidas tomadas nesta área têm sido ditadas por imperativos financeiros e não pedagógicos ou então por derivas demagógicas, sejam as da exigência e exames (por exemplo, no mandato do anterior ME), sejam as da pressão para transitar os alunos a qualquer custo, para diminuir despesa e alimentar estatísticas (que é o que me parece ser o que se passa actualmente).

calvin exams

Anúncios

2 thoughts on “Os Têpêcê (Novamente)

  1. Concordo em pleno!

    Sou professora de ensino básico mas, como não tenho ficado colocada, dou explicações há 4anos.

    A ideia com que muitas vezes fico é que o tpc serve para dar uso ao manual de exercícios! São páginas e páginas! Às vezes sem ligação com a matéria dada no dia!

    As explicações muitas vezes são tempo apenas para fazer os trabalhos de casa porque:
    1) os pais ainda estão a trabalhar (alguns até depois das 20h!);
    2) os pais querem ser pais quando chegam a casa e não ter uma luta com os pequenos por causa dos tpc! (acho que esta luta acontece porque os miúdos querem estar com eles, brincar com eles, e não passar mais tempo sentados a fazer trabalhos – é no fundo um pedido de colo!)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s