(In)Variáveis

Desde 1995, quando se iniciou a participação nos TIMMS, e 2000, quando aderimos aos PISA contra a vontade de muita gente, quem são os que ainda permanecem inalteráveis no nossos sistema educativo?

Os políticos, que passaram pelo ME às pazadas em trânsito para outras paragens e prateleiras, se possível em lugares onde pudessem reescrever a História a seu gosto?

Os alunos? Sim, em parte… foram fazendo o seu trajecto, até que saíram, alguns até se tornaram professores, ou tentaram, até se depararem com as políticas de desemprego docente dos outros acima.

Mas quem é que lá tem estado durante esses 20 anos? Quase metade desse tempo sem progressão, sendo amesquinhados publicamente por gente medíocre? Cumprindo o seu dever, apresentando resultados e tendo dos alunos uma óptima classificação?

O que me embaraça e desgosta (para além das excepções à regra do profissionalismo, claro, que as há) é que exista gente mais fiel a conjunturas político-partidárias do que à sua profissão.

googlespeedoflight

Anúncios

2 thoughts on “(In)Variáveis

  1. É triste mesmo. Outros há, porém, que permanecem fiéis às suas ideias e convicções. Desses (entre os quais modestamente me julgo contar) posso discordar – e por vezes até bastante -, mas respeito a sua verticalidade e coerência.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s