Corrupção como Forma de Estar

Leio que o Estado vai retirar aos privados o exclusivo do “negócio do sangue” (expressão abjecta em si mesma). Resta saber se nomeia para o “gerir” do lado público alguém recrutado exactamente nos meandros menos evidentes da corrupção detectada, para parecer que se mudou o que fica quase na mesma, mais ou menos arquivamento ou prescrição.

Porque os serviços públicos não são naturalmente mais impolutos do que os privados se as moscas forem as mesmas, com os mesmos voos.

merda

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s