Aquilo do Rejuvenescimento

Do corpo docente. Surgiu novamente a propósito das negociações acerca das regras para o(s) concursos de docentes para 2017. Escrevo no plural incerto, porque ainda não percebi a que ponto vai chegar o novo cozinhado em torno de um concurso de vinculação extraordinária, que é aquele concurso que se abre para que no meio de uma pequena floresta se resolva a vida de umas quantas árvores muito específicas (teoria da conspiração? olhem que não! olhem que não!).

É uma questão tão espúria agora como o foi quando outros o abordaram (e eu fui criticado por confirmar que o envelhecimento existe e é factual por gente próxima de quem agora diz o mesmo, mas com outro vento pela popa), com outros pretextos. Porque se fala em rejuvenescimento do corpo docente, como se isso pudesse ser possível sem tratar de duas outras questões indispensáveis para que ele aconteça, a saber: regras decentes para a aposentação dos que estão e abertura de um número razoável de vagas para os que podem entrar antes de ficar tão pouco rejuvenescidos quanto os que podem sair.

É verdade que as regras para o concurso externo e vinculação são importantes para aferir (evitemos o termo avaliar nestes tempos actuais, tão pouco propensos a essa forma má de avaliar, desculpem, aferir as coisas) da seriedade do processo. Mas… talvez mais importante seja saber a que ponto há margem para esse rejuvenescimento se efectuar mesmo. Porque se é para entrar apenas malta tão cansada e desanimada (ou mais) do que a que está, pouco muda, tirando umas poupanças na rubrica dos salários. Se é para rejuvenescer mesmo e acabar com a indecorosa forma como se obriga actualmente os contratados a completar horários em itinerância, então talvez alguma coisa possa mudar. Por isso, antes de mais, será importante saber se isto é para rejuvenescer menos de 0,5% do corpo docente (como aconteceu na vinculação extraordinária de Nuno Crato), se é para abrir vagas cirúrgicas para que alguém entre e fique em condições de outros voos (don’t ask, don’t tell), se é mesmo para que alguma coisa mude, seja o que voa, seja o que está parado.

Cadeiras

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s