O Regresso

Agora que estamos quase de volta para novo período lectivo, nada como relembrar três das regras (porque há outras igualmente essenciais) que acho essenciais para qualquer docente que leve minimamente a sério a sua profissão, mesmo na ausência de um qualquer código deontológico.

  • Nunca solicitar e avaliar tarefas ou exercícios aos alunos que não se saibam resolver, muito menos avaliá-las com ar de rigor. Porque uma coisa é sabermos identificar algo bem feito (por exemplo, eu sei que a Capela Sistina está muito bem pintada, mesmo se eu sou péssimo de trincha na mão), outra coisa pretender que a sabemos ensinar ou avaliar com propriedade.
  • Nunca usar a avaliação dos alunos para fazer seja que acertos de contas for, seja com quem for, muito menos usar os avaliados como interposta vítima para chegar mais além. Porque, em primeira e última instância, para além de mau carácter revela cobardia.
  • Desempenhar a profissão com a dignidade que gostaríamos de encontrar no exercício de qualquer outra profissão a que tenhamos de recorrer e cujo desempenho nos sintamos no direito de pretender exemplar. Ou seja, não fazei aos outros o que não gostais que nos façam. Ou aos vossos.

Não há necessidade de tornar as coisas piores do que são, não dando o exemplo necessário para ter alguma autoridade moral no meio de toda esta insanidade. E não vale a pena alegar que, para nós, o exemplo não vem de cima. Há muito que é assim. Não desçamos ao patamar dos medíocres que vemos passar em procissão pelos cadeirões do costume.

jesus

5 thoughts on “O Regresso

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.