A Festa da Outra

Foi à la carte. Fizeram-se intervenções faraónicas em escolas relativamente recentes e deixaram-se outras a cair. Porquê? O modelo de negócio da Parque Escolar como proprietária dos velhos liceus no centro das cidades passaria pela alienação de uns quantos para gerar receita, depois dos alunos irem desaparecendo com as más condições?

Se edifícios escolares com boa qualidade são uma mais-valia para os alunos e para as condições em que desenvolvem as suas aprendizagens? Exactamente! Por isso, a estratégia nunca poderia ter sido a da concentração no 80 para uma minoria seleccionada a dedo, deixando 0,8 para a grande maioria.

A mim o que chateia é que, a menos que esteja tudo a cair, a maior parte dos directores opte pela “responsabilidade” de ameaçar e pouco mais.

Rave on!

rave

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s