Parece que…

o Expresso deu espaço ao tipo da Padaria Portuguesa para explicar melhor a sua mundivisão sobre o mundo do trabalho, como se não se tivesse percebido ao que anda o espécime logo na peça da SIC. Consta que ele aproveitou bem a oportunidade e não deixa quaisquer dúvidas sobre o modelo de servidão que defende para o pessoal da empresa. Tudo com a benção do humor condescendente e ambíguo do senador informativo-opinativo Henrique Monteiro, o gajo que está sempre à frente da rectaguarda da pilhéria. Já do António Costa jornalista ninguém espera grande coisa, excepto que a benção da ocêdêé legitima tudo, talvez mesmo a forma como o Económico sobreviveu até morrer, ali por alturas dos papéis de um canal e do fim dos patrocínios publicitários.

O problema do tipo da PP não é mais nada do que ser apenas mais um daqueles que fazem a corte ex-pafista do pseudo-empreendedorismo-tuga. Não tem nada a ver com padeiros, pessoas altamente estimáveis e com um saber de pão feito que aquele paposseco nunca terá, por muito que se queira armar em brioche. Fosse ele um padeiro a sério e não estaria tão interessado em ficar com a massa só para ele.

mafra

Anúncios

5 thoughts on “Parece que…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s