Excitações

O livro do Valter Hugo Mãe que dizem ter sido lapso informático do PNL (alguém acredita em tão pífia desculpa?) é quase um menino de coro perante letras cantaroladas todos os dias, via Cidade ou Orbital, da Ariana Grande, da Hailee Steinfeld, da Nicki Minaj ou de outras jovens moçoilas com o sangue bem na guelra. Se uma coisa justifica outra? Nada disso. Apenas faço um reparo.

Anúncios

3 thoughts on “Excitações

  1. “Esfrego-me na coisa só minha, inútil, só minha, afundo-me na terra de carne, sangue e fogo, até o cérebro sentir, ao fundo, cada vez mais perto, ao seu redor, uma emanação de dor opiácea, que se mostra e esconde, como lume num isqueiro gasto que procuro acender. Sacolejando-me, procuro o lugar da ignição, vem coisa imaterial ao redor de mim, vem, e há um instante em que agarro essa névoa por um braço, perna, um farrapo, a agarro toda, a puxo com força, a seguro, tenho-a, prendo-a, e, mantendo-a, deixo-a rebentar no momento em que cruza inteira o tamanho do meu corpo, não sei em que direcção, vai, não sei quem sou, não pertenço a lugar algum, sexo e cérebro são uma esfera de luz-prata na qual nos suspendemos por segundos, não mais, cegos, só dor luminosa no lugar do nada…»
    In “A Gorda”, de Isabel Figueiredo

    Também foi banido de uma escola; tv porque a educação literária (aqui de fino e elegante recorte!) não se compagina com a educação sexual… Não são ambas obrigatórias?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s