Equívocos

Li no Expresso que umas pessoas conhecedoras de muita coisa foram ver o filme I, Daniel Blake do Ken Loach e, de acordo com o que já pensavam antes e escrevem e verberam há anos, sairam de lá a dizer muito mal do Estado e das suas burocracias e coisas assim, a modos que o costume. O que parece não terem percebido é que o filme é sobre o mundo kafkiano das regras modernas de apoio social a quem necessita e nem consegue encontrar trabalho, em especial da Inglaterra herdeira da erosão dos serviços públicos protagonizada por Margaret Thatcher e seus descendentes, incluindo os da 3ª via blairiana. Consta a prosa jornalística que os três ex-governantes se “comoveram” ao ver o filme e o absurdo da Segurança Social, área da governação que tutelaram durante anos. Entre os três, estiveram no governo nesta área mais de 10 dos últimos 15 anos e têm a distinta lata de se “comoverem” agora quando tiveram tanto tempo para fazer qualquer coisa e, em regra, terem feito o contrário? O decoro perdeu-se, em definitivo? Pelo menos do Bagão Félix esperava mais pudor.

Se o Ken Loach os conhecesse e soubesse, acho que levariam com um balde em cima, nem lhes quero dizer do quê, mas seria do mesmo que me ocorreu. Não terão percebido as três criaturas que o filme é contra o mundo que eles têm ajudado a criar?

Advertisements

One thought on “Equívocos

  1. a pergunta final é retórica porque as criaturas sabem isso e muito mais mas – parafraseando alguém- estiveram lá para tratar da ‘vidinha’…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s